Fusos horários - 7 curiosidades

0
0
1
s2smodern

Durante muitos séculos, as principais e únicas ferramentas de localização eram as cartas náuticas, utilizadas pelas grandes navegações. Para os navegadores, que exploravam o desconhecido, essas cartas eram uma fonte de informação imprescindível. Um dos principais problemas nessa fase, no entanto, era a falta de padronização. Cada país ou navegador poderia utilizar o seu próprio método para demarcar as regiões e criar a sua própria carta de navegação.

 

Antes do meridiano de Greenwich ser declarado oficialmente, em 1884, as principais linhas utilizadas como marco zero eram os meridianos de Paris, Coimbra e Cádiz. Após a convenção, os fuso horários ficaram padronizados, e mesmo cada país podendo escolher seguir ou não o acordo, a maioria fá-lo. 

1. A Linha Ferroviária dos EUA forçou a criação do fuso horário

Antes da linha ferroviária sair do papel no continente norte-americano, cada local utilizava o seu próprio fuso horário, deixando as coisas um tanto complicadas, especialmente para quem é fanático pela organização. Com as linhas de comboio concluídas, as empresas forçaram o governo a estabelecer regras, até mesmo para que o cronograma dos comboios fosse seguido corretamente.

2. França tem a maior quantidade de fusos horários

 

A explicação está nas suas colónias, com territórios espalhados na América do Sul, Central e do Norte, África, Oceania e Antártida. A França possui 12 marcações de zonas horárias distintas devido a todos esses locais.

3. A China possui apenas um horário oficial

Teoricamente, quatro linhas meridionais cruzam o país, o que deveria significar pelo menos cinco diferentes horários. Porém, em 1949 Mao Zedong substituiu tudo isto por um horário único: o de Pequim, na China inteira. Ou seja, na região mais a leste, o sol não nasce antes das 10 da manhã. Uma loucura!

4. Pólos Norte e Sul não tem fusos horários

Como o Planeta Terra se assemelha muito ao formato de um globo (apesar de algumas teorias sugerirem algo diferente), o fim das linhas meridionais acontece em cada extremo do planeta; ou seja, nos polos. Neste caso, quando alguém vai visitar o local, acaba por usar o fuso horário do país. 

5. O ser humano envelhece mais devagar no espaço do que na Terra

Quanto mais próximo do centro do planeta Terra um objeto ou uma pessoa estiver, mais devagar o tempo deve passar. Isto acontece devido à ação da gravidade. Basicamente, os teus pés envelhecem mais devagar que sua cabeça, mas é óbvio que isso se dá em escala quase insignificante.

Teoricamente, se seguirmos apenas essa variável, no espaço qualquer ser humano ficaria mais velho rapidamente. Todavia, com a ação da velocidade, se pegarmos alguém que esteja na estação espacial, por exemplo, a pessoa vai envelhecer cerca de 0.005 segundos mais devagar devido à velocidade a que a estação viaja em torno da Terra.

6. Arizona e Hawai não seguem horário de verão 

Os habitantes dos estados norte-americanos de Arizona e do Hawai não tem o problema de se perguntar se a hora muda ou não. Nesses locais, que são naturalmente muito quentes e ensolarados, a mudança não faz muito sentido, já que os benefícios são o aproveitamento da luz do Sol por mais tempo e a melhor distribuição do uso da energia elétrica.

7. Jet lag afeta quem viaja para Leste 

Se viajas com frequência, já deves ter notado que ir para Oeste é mais “fácil” do que para Leste, pois os sintomas do jet leg são mais amenos. Isso foi comprovado por investigadores da Universidade de Maryland, que descobriram que o corpo se adapta melhor a dias mais longos (o que acontece quando viajamo para Oeste).

 

Marcações: Viagens , Verão, Mundo, Horário, Relógio

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Depois de ter passado uma noite em oração e de ter escolhido os doze, Jesus encontra agora dois grupos de pessoas: numerosos discípulos e uma grande multidão. A multidão sente-se desorientada e procura Jesus por dois motivos: quer ouvir a sua Palavra e ser curada dos seus males.

  • "Tolkien": Uma viagem pela mente do criador de "O Senhor dos Anéis"

    A pergunta mais velha do mundo que se faz a qualquer mente criativa é: "Como é que surgiu esta ideia?". Pois este ano vamos poder conhecer uma das mais brilhantes mentes do século XX. 

  • Música: porque gostamos tanto dela?

    Música: porque gostamos tanto dela?

    Independentemente do teu estilo musical favorito, com uma coisa podemos concordar: ouvir música faz bem e deixa-nos felizes. Companheira de viagens, caminhadas e, para os mais sortudos, presente também na hora do trabalho, a música é algo que tem a capacidade de melhorar o nosso humor e, inclusive, fazer com que a nossa concentração melhore, mas já te perguntaste como é que isto é possível?

  • Will Smith em tons de azul - o novo trailer de

    Will Smith em tons de azul - o novo trailer de "Aladdin"

    Durante  a cerimónia dos Grammys 2019 foi divulgado um novo trailer do remake do filme "Aladdin" da Disney. 

  • Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Ontem à noite decorreu a 61ª edição dos prémios Grammy, que distingue o que de melhor se fez na música no ano que passou.

  • Escuta, Arrisca e ... Confia!

    Escuta, Arrisca e ... Confia!

    No Evangelho deste Domingo, Pedro tem um gesto de confiança: Pela tua palavra, porque és Tu a dizê-lo, para Te dar um prazer, por Ti … lanço as redes.

  • O capitalismo: O que é?

    O capitalismo: O que é?

    Provavelmente já ouviste algumas pessoas falarem sobre esta coisa chamada capitalismo. Se já ouviste os teus pais a reclamar sobre o capitalismo ou algum dos teus professores a abordar este assunto, hoje explicamos-te este tema de uma forma simples. 

  • Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Quer estejas a planear algo especial com o teu namorado(a) ou um jantar com as amigas, aqui vão algumas ideias.

  • Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Jesus está no início da sua vida pública. Na sinagoga de Nazaré lê uma citação do profeta Isaías e actualiza-a, aplicando o conteúdo da profecia a si mesmo e à sua missão.

  • A ansiedade nas palavras deles

    A ansiedade nas palavras deles

    Tem sido crescente a atenção dos media para as questões relacionadas com a saúde mental. Também algumas figuras públicas aproveitam o espaço que lhes é dado para falar destas questões e como as ultrapassaram. 

  • Porque é que os casais dão as mãos?

    Porque é que os casais dão as mãos?

    Quer estejas a ver um filme, a caminhar na rua, ou simplesmente dar uma volta, não há nada mais inato do que o ato de dar as mãos. Mas porque é que fazemos isso?  Há algo mais para além do conforto de estar com o teu mais que tudo?

  • O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    Toda a gente nas redes sociais participou no “Desafio dos 10 Anos”, a brincadeira que, basicamente, consiste em partilhar uma foto atual ao lado de uma de há 10 anos atrás para mostrar o quanto ou o quão pouco mudamos ao longo da última década, certo?