Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

O sarampo

0
0
0
s2sdefault

Se tens estado atento às notícias mais recentes, certamente já ouviste falar de um surto de Sarampo que levou ao internamento de algumas pessoas num Hospital do Porto.

O Sarampo é uma doença muito contagiosa provocada por um vírus que infecta as células respiratórias, ou seja, que entra para dentro destas células e nos leva a ficar doentes. Por isso mesmo, a transmissão desta doença dá-se por via aérea, por exemplo, quando alguém infetado tosse ou espirra. É essa a razão de vermos nas notícias os profissionais de saúde que trabalham neste Hospital a utilizarem máscaras. É uma forma de se protegerem.

O que provoca esta doença?

Habitualmente o Sarampo provoca tosse, nariz entupido, olhos vermelhos e com lágrimas, febre, lesões na pele semelhantes a borbulhas e manchas esbranquiçadas no interior da boca. Contudo, ao infetar o nosso organismo, este vírus pode afetar também outras células levando ao aparecimento de complicações mais graves, tais como otite (infeção dos ouvidos), pneumonia (infeção do pulmão) e encefalite (infeção do cérebro), podendo levar à morte.

Então o que devemos fazer para evitar este vírus?

Desde 1973 começaram a vacinar-se em Portugal algumas crianças para evitar a infeção pelo vírus do Sarampo. Ao longo dos anos foi-se melhorando a forma como se vacinam as pessoas, tendo passado a ser vacinadas todas as crianças desde muito novas. O objetivo era proteger cada pessoa e assim eliminar esta doença, algo que foi feito não só em Portugal mas em muitos países.

Embora a vacina não fosse obrigatória, esta era tomada por quase todas as crianças. Assim sendo, conseguiu criar-se um efeito que tem o nome de Imunidade de grupo ou Efeito de rebanho. No fundo, trata-se de conseguir eliminar a doença ao garantir que, estando a maioria das pessoas vacinadas contra um vírus, nunca serão infetadas por ele e, da mesma maneira, as outras pessoas não serão infetadas por esse vírus porque este não circula entre a população.

Deste modo, a melhor maneira de evitar a doença é tomar a vacina! Em Portugal esta faz parte das vacinas que se administram habitualmente às crianças, sendo feita em duas tomas: uma com 1 ano de idade e outra quando a criança faz 5 anos. No entanto, é sempre possível tomar a vacina mais tarde, sendo recomendável fazê-lo para se proteger do Sarampo.

Deves então estar a pensar como surgiu este surto de Sarampo, ou seja, como foram tantas pessoas infetadas de repente. A verdade é que mais recentemente têm surgido pessoas que recusam vacinar-se e vacinar os seus filhos. Consequentemente, à medida que o número de pessoas não vacinadas foi aumentando, perdeu-se este efeito protetor e o vírus voltou a circular entre a população, tornando-se mais fácil surgirem pessoas doentes, principalmente as que não tomaram a vacina.

O que deve então fazer-se caso ainda não se tiver tomado as duas doses da vacina? 

Ir ao Centro de Saúde e perguntar o que é preciso para se puder tomar. 

E se tiver sintomas parecidos com os do Sarampo?

Deve-se ligar para a saúde 24 (808 24 24 24) para que os profissionais que aí trabalham nos indiquem o hospital certo para onde ir. Assim teremos o melhor tratamento e evitamos contaminar outras pessoas com o vírus: protegemo-nos a nós e às outras pessoas!

Marcações: Crescer, Saúde , Doenças, Bem-estar, Sarampo, Vacinas, Vacinação

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

  • Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    A celebração de Sexta-Feira Santa é a mais original de todas as da Liturgia romana: Não há eucaristia. O silêncio, o jejum, a oração, as devoções tradicionais, sobretudo as que ajudam a meditar e orar o mistério da cruz, elemento central deste dia ... 

  • Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Com a missa da Ceia do Senhor começa o Tríduo Pascal da morte, sepultura e ressurreição do Senhor. São João dá-nos a chave de tudo o que vivemos: "Amou-nos até ao extremo". 

  • Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    A nossa proposta de reflexão de hoje centra-se nas milhares de pessoas que passam fome no mundo. Hoje propomos-te os números da fome no mundo. O que podemos nós fazer para inverter esta situação? 

  • O meu pai é o melhor do mundo!

    O meu pai é o melhor do mundo!

    É a maior frase feita do mundo, já sabemos. Infelizmente, contudo, nem toda a gente tem a felicidade de ter um pai tão fixe como os nossos. É por isso que hoje decidimos agradecer a todos os pais fixes do mundo. 

  • Como lidar com

    Como lidar com "bullies"?

    Se estás a ser vítima de "bullying", há muito que podes fazer. Enquanto táticas diferentes funcionam para pessoas diferentes, lembra-te que nunca estás sozinho.

  • Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos hospitais também há crianças e adolescentes. Os acidentes ou as doenças não escolhem idades. Vale a pena dialogar acerca do que é a vida no hospital.

  • Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Portugal tem sido um país de acolhimento de variadas culturas. Motivações económicas e políticas são as principais causas para muitas pessoas largarem aquilo que conhecem como casa, como lar. O que podemos aprender com estas histórias de vida?

  • 5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    Há mais de 100 anos que o dia 8 de março ficou conhecido como o Dia Internacional da Mulher. Ainda que tenha diferentes significados em vários pontos do globo, hoje é preciso fazer mais do que publicar uma foto com uma hashtag catita.

  • Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Segundo o relatório sobre a Liberdade Religiosa no mundo, a Fundação da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), 20% dos países do mundo não respeitam a liberdade religiosa.

  • O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    Hoje a nossa proposta de reflexão é a da liberdade dos vícios. São situações muito difíceis de gerir e às quais temos de ter um grande nível de empatia e compreensão. 

  • Sábado Santo: O dia do

    Sábado Santo: O dia do "nada"

    A celebração de Sábado Santo consiste em não ter celebrações. 

  • Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, no final de 2017, estavam deslocadas contra a sua vontade 68,5 milhões de pessoas em todo o mundo, em resultado de guerras, conflitos armados ou violação dos direitos humanos.