Florence Welch: uma voz inconfundível em todo o tempo e lugar

0
0
1
s2smodern

Há muitos e bons motivos para falar de Florence Welch. Mas, esta semana, o facto de ter escolhido falar desta cantora surgiu por um motivo particular, que vos quero revelar só no fim deste artigo.

Dotada de uma voz singular, a cantora londrina é alguém que parece ter nascido para cantar e para dominar o palco. Com uma energia inesgotável nos concertos, e uma doçura que roça a timidez em entrevistas e conversas com o público, ela distingue-se de várias outras cantoras, não só pela sua capacidade vocal, mas também pela capacidade de adaptar a sua postura em diferentes concertos. Para o comprovar podemos ver como se deixa envolver pelas emoções numa atuação quase estática no Robert Hall, ou como corre o palco no festival com uma energia inesgotável no festival Lollapalooza. Formas de estar muito diferentes, mas sempre uma presença e uma voz inconfundíveis.

 

Em 2009, com Robert Ackroyd (guitarra e voz de fundo), Chris Hayden (bateria e percussão), Isabella Summers (teclado e voz de fundo), Mark Saunders (baixo) e Tom Monger (harpa), formou os Florence and the Machine. A banda obteve grande sucesso com o álbum de estreia “Lungs” e, a partir daí, seguiram-se outros 3: “Between Two Lungs” (2010), “Ceremonials” (2011) e “How Big, How Blue, How Beautiful” (2015).

O último grande projeto da banda foi a gravação de um filme de 48 minutos, intitulado The Odyssey, que junta 9 videoclips de músicas do último CD. O filme retrata algumas situações de desespero da vida da própria Florence, mostrando como aprendeu com os erros cometidos ao longo da sua vida. Toda a história é marcada por uma mensagem de amor-próprio e perdão pelos próprios erros, terminando com a frase significativa i’m the same, i’m trying to change (sou a mesma, estou a tentar mudar) da música “Third Eye”.

Recordar a voz de Florence, os sucessos “You’ve Got the Love”, “Shake it Out”, “Dog Days Are Over” ou descobrir os seus últimos projetos são já motivos suficientes para falar de Florence. Mas, como referi no início, o motivo que me fez recordá-la é outro: a descoberta de um vídeo em que canta no hospital ao lado de uma jovem fã com cancro. Quem vê o vídeo descobre em Florence uma genuína bondade e simplicidade que parecem provar ela não abdica destes valores, muitas vezes ofuscados no mundo do sucesso.

Marcações: Música

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Depois de ter passado uma noite em oração e de ter escolhido os doze, Jesus encontra agora dois grupos de pessoas: numerosos discípulos e uma grande multidão. A multidão sente-se desorientada e procura Jesus por dois motivos: quer ouvir a sua Palavra e ser curada dos seus males.

  • "Tolkien": Uma viagem pela mente do criador de "O Senhor dos Anéis"

    A pergunta mais velha do mundo que se faz a qualquer mente criativa é: "Como é que surgiu esta ideia?". Pois este ano vamos poder conhecer uma das mais brilhantes mentes do século XX. 

  • Música: porque gostamos tanto dela?

    Música: porque gostamos tanto dela?

    Independentemente do teu estilo musical favorito, com uma coisa podemos concordar: ouvir música faz bem e deixa-nos felizes. Companheira de viagens, caminhadas e, para os mais sortudos, presente também na hora do trabalho, a música é algo que tem a capacidade de melhorar o nosso humor e, inclusive, fazer com que a nossa concentração melhore, mas já te perguntaste como é que isto é possível?

  • Will Smith em tons de azul - o novo trailer de

    Will Smith em tons de azul - o novo trailer de "Aladdin"

    Durante  a cerimónia dos Grammys 2019 foi divulgado um novo trailer do remake do filme "Aladdin" da Disney. 

  • Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Ontem à noite decorreu a 61ª edição dos prémios Grammy, que distingue o que de melhor se fez na música no ano que passou.

  • Escuta, Arrisca e ... Confia!

    Escuta, Arrisca e ... Confia!

    No Evangelho deste Domingo, Pedro tem um gesto de confiança: Pela tua palavra, porque és Tu a dizê-lo, para Te dar um prazer, por Ti … lanço as redes.

  • O capitalismo: O que é?

    O capitalismo: O que é?

    Provavelmente já ouviste algumas pessoas falarem sobre esta coisa chamada capitalismo. Se já ouviste os teus pais a reclamar sobre o capitalismo ou algum dos teus professores a abordar este assunto, hoje explicamos-te este tema de uma forma simples. 

  • Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Quer estejas a planear algo especial com o teu namorado(a) ou um jantar com as amigas, aqui vão algumas ideias.

  • Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Jesus está no início da sua vida pública. Na sinagoga de Nazaré lê uma citação do profeta Isaías e actualiza-a, aplicando o conteúdo da profecia a si mesmo e à sua missão.

  • A ansiedade nas palavras deles

    A ansiedade nas palavras deles

    Tem sido crescente a atenção dos media para as questões relacionadas com a saúde mental. Também algumas figuras públicas aproveitam o espaço que lhes é dado para falar destas questões e como as ultrapassaram. 

  • Porque é que os casais dão as mãos?

    Porque é que os casais dão as mãos?

    Quer estejas a ver um filme, a caminhar na rua, ou simplesmente dar uma volta, não há nada mais inato do que o ato de dar as mãos. Mas porque é que fazemos isso?  Há algo mais para além do conforto de estar com o teu mais que tudo?

  • O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    Toda a gente nas redes sociais participou no “Desafio dos 10 Anos”, a brincadeira que, basicamente, consiste em partilhar uma foto atual ao lado de uma de há 10 anos atrás para mostrar o quanto ou o quão pouco mudamos ao longo da última década, certo?