Jamie Cullum: a capacidade de dar nova música à música

0
0
1
s2smodern

Às vezes parece que desvalorizamos a capacidade de se fazerem  bons covers. Mas a verdade é que pegar numa música já conhecida e transformá-la completamente, fazendo com que ela não perca a sua magia ou que ganhe ainda mais alguma, não é nada fácil.

Depois de ouvirmos a música de Jamie Cullum percebemos logo esta sua capacidade de dar um ar completamente novo a algumas músicas já muito batidas, fazendo com que muitas vezes ganhem realmente uma nova vida e que se escutem de forma totalmente diferente. Podemos comprová-lo no seu novo projecto The Song Society partilhado no youtube.

 

Mas a música deste cantor, compositor e músico inglês, com 37 anos, não se resume aos covers. Já com 9 álbuns editados e 2 DVDs, este artista tem de facto o condão de ter sabido dar uma nova vida ao jazz, misturando-o com a música pop, e uma nova alma à música pop, juntando-a com o jazz. Mas acima de tudo, a sua música fica marcada pela sua paixão a tocar e a cantar, e pela sua capacidade de improvisação.

A nível social é importante também referir como tem estado envolvido numa campanha de apoio aos refugiados, admitindo que os seus avós maternos chegaram a Inglaterra como refugiados da II Guerra Mundial:

 

Numa entrevista dada no ano passado, disse que a Grã-Bretanha devia ser um país de compaixão e inclusão.

No dia 29 de Julho, Jamie Cullum regressa a Lisboa, onde já atuou por várias vezes, para um concerto englobado na 14ª edição do festival EDP Cool Jazz.

Não te fiques só por estes vídeos, aproveita para explorar a sua sonoridade! 

 

Marcações: Música, Jazz

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias