A Páscoa de Jesus

0
0
1
s2smodern

«Antes da festa da Páscoa, Jesus, sabendo bem que tinha chegado a sua hora da passagem deste mundo para o Pai, Ele, que amara os seus que estavam no mundo, levou o seu amor por eles até ao extremo» (Jo 13,1).

A última ceia de Jesus com os seus discípulos celebra-se na Ceia Pascal dos hebreus. De facto, a data da Páscoa é móvel e muda todos os anos porque se celebra sempre no domingo a seguir à primeira lua cheia da primavera, que é a Páscoa dos hebreus. Há, realmente, uma grande ligação entre estes dois eventos. No entanto, apesar desta ligação, as duas celebram eventos completamente diferentes.

Deus, antes de libertar o povo da escravidão do Egito, mandou-os celebrar a Ceia Pascal em que ofereciam o cordeiro como sacrifício para se libertarem do pecado. Jesus, o Filho de Deus, antes de se oferecer como cordeiro para nos libertar de todos os pecados, celebra também a Ceia Pascal, mas dá-lhe um sentido totalmente novo.

Descobre mais sobre a Páscoa dos Hebreus aqui

Ao celebrar a última Ceia com os Apóstolos, Jesus deu o sentido definitivo à Páscoa dos hebreus. De facto, a Páscoa de Jesus tem três momentos fundamentais: a ressurreição, a cruz e a Ceia. A morte e ressurreição de Jesus foram antecipadas na Ceia. É por isso que nós, os discípulos de Jesus, celebramos a cada Domingo esta Páscoa repetindo a Ceia de Jesus: porque ela condensa todo o mistério pascal. Os judeus comiam o cordeiro, o pão ázimo e as ervas amargas, mas nós comemos o Corpo do Senhor e bebemos o seu Sangue. A nossa comunhão com Deus, em Cristo, é assim completa e perfeita.

Celebrar a Páscoa não é celebrar uma simples passagem (mesmo que seja da morte para a vida). Celebrar a Páscoa é celebrar o sacrifício redentor de Cristo.

Com a sua entrega (paixão, morte e ressurreição) Jesus declara que a páscoa dos judeus foi ultrapassada. Já não faz sentido estar a usar o cordeiro para simbolizar a salvação quando o próprio Deus se entregou realmente e nos salvou definitivamente.

Esta salvação que Jesus nos trouxe será a nossa páscoa pessoal. Mas para perceber melhor isso terás de ler o próximo artigo…

Marcações: Valores, Jesus , Páscoa, Quaresma, Judeus, Hebreus

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias