Quaresma - dar a vida em esmola

0
0
1
s2smodern

Depois de termos aprofundado o sentido do jejum hoje falamos sobre a segunda “arma” que a Igreja nos aconselha para vencer o pecado neste tempo da quaresma: a esmola.

Em primeiro lugar é preciso compreender o que é a esmola. A esmola é tudo aquilo que eu sou capaz de sacrificar em favor dos outros.

Sacrificar, no sentido original, quer dizer oferecer alguma coisa que é minha. Então, tudo aquilo que eu sou capaz de dar aos outros, isso é esmola. Normalmente pensamos logo naquelas moedas de cêntimo que tenho no bolso e dou ao pobrezinho que encontro. Mas isso é muito pouco. Eu posso dar de esmola coisas que tenho, mas também posso dar em esmola o tempo, a atenção, o carinho, a paciência…

Dar esmola significa dar de graça, dar sem interesse de receber de volta, dar sem egoísmo, sem pedir recompensa, em atitude de compaixão.

O Papa Francisco diz-nos que “o essencial da esmola é a misericórdia”. Por outras palavras, o importante é que eu seja capaz de acolher no meu coração a miséria do outro, fazê-la minha e dar o melhor de mim para oferecer vida e dignidade, para tirar o irmão da situação em que ele se encontra. Seja material, seja espiritual. Logo, a esmola é muito mais que “assistencialismo”. A esmola é compaixão. É abraçar a vida de quem sofre e ajudar a melhorá-la, nem que seja somente com a oração.

Dizíamos no artigo anterior que o jejum não serve para emagrecer nem para poupar. É aqui que está a ligação profunda entre o jejum e a esmola: oferecer ao irmão o que jejuaste. Pode ser o fruto do que poupaste com o que não comeste, mas pode também ser o tempo que poupaste em jogar menos computador, ou a oração que ganhas com o teres renunciado a perder esse tempo noutras coisas.

Está na hora de abrir os horizontes acerca da esmola… e mais do que pequenas coisas que te sobram, passar a oferecer a vida!

esmola

Marcações: Valores, Jesus , Esmola, Quaresma, Jejum

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias