40 dias de “penitência”… porquê tanto tempo?

0
0
1
s2smodern

Há pouco tempo acompanhei uma missão juvenil e um dos missionários perguntou-me, mais ou menos com estas palavras: “Não se podia resolver isto da preparação para a Páscoa mais depressa? Sei lá…uma novena (9 dias) ou um tríduo (3 dias)?”. Eu respondi exatamente com estas palavras: “poder, podia…mas não era a mesma coisa!”

No tempo dos primeiros cristãos a Páscoa preparava-se somente com 2 dias de jejum, a sexta e o sábado. Depois começou a ser uma semana, a semana santa, mas a partir do século VI a Igreja percebeu que era preciso mais tempo para preparar bem a Páscoa de Jesus e institui a quaresma e a partir do século IX passou a celebrar-se também a quarta-feira de cinzas. Por isso, este tempo da quaresma que nós vivemos, já se celebra assim há doze séculos. Provavelmente porque é bom e importante!

Definiram-se quarenta dias para a quaresma pela simbologia que tem o numero quarenta em toda a bíblia. Quarenta é o número simbólico com que o Antigo e Novo Testamento representam os momentos mais importantes da fé do povo de Deus. É o tempo da espera, da purificação, do regresso a Deus, do acreditar. Se não, vejamos:

40dias

Número mais simbólico não podia haver.

Para terminar deixo-te um desafio:

A quaresma é somente uma redução à escala de toda a nossa vida. Não adiante viver bem e unidos a Deus 40 dias por ano e depois passar os outros sem lhe ligar nenhuma. Toda a nossa vida deve ser uma quaresma que prepara a última Páscoa, o dia do nosso encontro com Jesus!

40diasexpli

Marcações: Valores, Jesus , Páscoa, Quaresma, Reflexão

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias