Como posso ser um bom namorado(a)?

0
0
1
s2smodern

O amor é um labirinto complicado que precisa ser abordado com cuidado, especialmente numa relação. Não sabes como mostrar que és um namorado(a) à altura da sua relação? Aqui vão algumas dicas para mostrares que és melhor que os filmes.

 Está pronto para o compromisso

A palavra "compromisso" é tudo. E isto pode implicar várias coisas, a vários níveis. Pode significar ceder na escolha do filme para ver no dia do date . Mas também implica estabeleceres as tuas prioridades - se para ti é mais importante teres o teu (tua) namorado(a) no jantar de família na sexta à noite do que ver aquele filme mesmo fixe no cinema, então deixa o teu parceiro(a) escolher o filme desta vez. Encontrar formas de reduzir o conflito ao fazer pequenas cedências é um boa opção para os dois, e isso garante uma relação estável e feliz. 

Mostra-te interessado

Atos de ternura ajudam a trilhar um longo caminho na relação. Ajudam a embelezar as coisas em qualquer momento da relação. Algo tão simples como mandar uma mensagem a dizer "Tenho saudades tuas" a meio do dia.

Os hábitos simples de mostrar à outra pessoa que se gosta mesmo dela podem ajudar muito no fortalecimento de uma relação. Mesmo apenas um elogio, dar a mão na rua, ou um abraço apertado  quando se estão a despedir no final do dia, mostram o quão dedicado(a) és.

Ouve!

A comunicação é fundamental em qualquer relação, mas isso não significa que deves falar sem parar. Às vezes, é importante ouvir o que te querem dizer.

Tão importante como ouvir é dar o passo seguinte - Escutar! Quer seja um desabafo sobre o teste que correu mal ou a série que está a gostar de ver, é importante que saibas escutar ativamente e manter a conversa que a outra parte começou.

Respeita! 

Respeito é TUDO numa relação! Se sentes que a tua relação neste momento não se baseia no respeito, sai dessa relação! A sério. 

Respeita o teu namorado(a) e tudo aquilo que lhe interessa. Podes não gostar de filmes de super-heróis ou então super lamechas, mas se a pessoa que mais gostas no mundo gosta disso, respeita. O que seria do amarelo se toda a gente gostasse do azul?

Respeita os seus amigos, a família e a forma como interagem. Se há um amigo próximo que te faz sentir um bocadinho ciumento(a), e o teu namorado(a) diz que não sente nada por ele(a), confia! Numa relação saudável encoraja-se a amizade e a ligação com pessoas fora da relação. Se sentes que não consegues superar esse sentimento, então o melhor será avaliares o que dentro de ti te leva a desconfiar tanto e a ser tão possessivo(a). 

Marcações: Valores, Amigos, Relações, Namoro, Respeito

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Depois de ter passado uma noite em oração e de ter escolhido os doze, Jesus encontra agora dois grupos de pessoas: numerosos discípulos e uma grande multidão. A multidão sente-se desorientada e procura Jesus por dois motivos: quer ouvir a sua Palavra e ser curada dos seus males.

  • "Tolkien": Uma viagem pela mente do criador de "O Senhor dos Anéis"

    A pergunta mais velha do mundo que se faz a qualquer mente criativa é: "Como é que surgiu esta ideia?". Pois este ano vamos poder conhecer uma das mais brilhantes mentes do século XX. 

  • Música: porque gostamos tanto dela?

    Música: porque gostamos tanto dela?

    Independentemente do teu estilo musical favorito, com uma coisa podemos concordar: ouvir música faz bem e deixa-nos felizes. Companheira de viagens, caminhadas e, para os mais sortudos, presente também na hora do trabalho, a música é algo que tem a capacidade de melhorar o nosso humor e, inclusive, fazer com que a nossa concentração melhore, mas já te perguntaste como é que isto é possível?

  • Will Smith em tons de azul - o novo trailer de

    Will Smith em tons de azul - o novo trailer de "Aladdin"

    Durante  a cerimónia dos Grammys 2019 foi divulgado um novo trailer do remake do filme "Aladdin" da Disney. 

  • Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Ontem à noite decorreu a 61ª edição dos prémios Grammy, que distingue o que de melhor se fez na música no ano que passou.

  • Escuta, Arrisca e ... Confia!

    Escuta, Arrisca e ... Confia!

    No Evangelho deste Domingo, Pedro tem um gesto de confiança: Pela tua palavra, porque és Tu a dizê-lo, para Te dar um prazer, por Ti … lanço as redes.

  • O capitalismo: O que é?

    O capitalismo: O que é?

    Provavelmente já ouviste algumas pessoas falarem sobre esta coisa chamada capitalismo. Se já ouviste os teus pais a reclamar sobre o capitalismo ou algum dos teus professores a abordar este assunto, hoje explicamos-te este tema de uma forma simples. 

  • Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Quer estejas a planear algo especial com o teu namorado(a) ou um jantar com as amigas, aqui vão algumas ideias.

  • Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Jesus está no início da sua vida pública. Na sinagoga de Nazaré lê uma citação do profeta Isaías e actualiza-a, aplicando o conteúdo da profecia a si mesmo e à sua missão.

  • A ansiedade nas palavras deles

    A ansiedade nas palavras deles

    Tem sido crescente a atenção dos media para as questões relacionadas com a saúde mental. Também algumas figuras públicas aproveitam o espaço que lhes é dado para falar destas questões e como as ultrapassaram. 

  • Porque é que os casais dão as mãos?

    Porque é que os casais dão as mãos?

    Quer estejas a ver um filme, a caminhar na rua, ou simplesmente dar uma volta, não há nada mais inato do que o ato de dar as mãos. Mas porque é que fazemos isso?  Há algo mais para além do conforto de estar com o teu mais que tudo?

  • O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    Toda a gente nas redes sociais participou no “Desafio dos 10 Anos”, a brincadeira que, basicamente, consiste em partilhar uma foto atual ao lado de uma de há 10 anos atrás para mostrar o quanto ou o quão pouco mudamos ao longo da última década, certo?