Para lá da música: "Christmas Unicorn" de Sufjan Stevens

0
0
0
s2sdefault

Quando pensamos em músicas de Natal pensamos logo na Mariah Carey, no Michael Bublé, nos Wham!, no Coro de Santo Amaro de Oeiras ... a variedade não acaba. Hoje propomos-te um "registo" natalício diferente.

 A música que te propomos hoje é da autoria de Sufjan Stevens. Já falamos dele algumas vezes, mas hoje a música tem tudo (ou nada?) a ver com o Natal. Chama-se "Christmas Unicorn":

A música tem mais de 12 minutos e com ela surge uma mensagem intrigante sobre a natureza do Natal. Como seria de esperar de Sufjan, as letras são ao mesmo tempo lúdicas e profundas, comunicativas e ao mesmo tempo indescritíveis (e alusivas).

letra2

Nas primeiras frases, apercebemo-nos que Sufjan está a misturar categorias que não parecem ser "da mesma laia".

O que é que o Natal tem a ver com unicórnios? O que isso tem a ver com bodes e escudos de feiticeiros?

Na segunda estrofe, conseguimos decifrar um pouco melhor do que se está a falar - de facto, o nosso Natal tem algumas "raízes pagãs". Quando ouvimos as palavras "hysterically american", o cantor começa a aprofundar aquilo que nós estamos a fazer do Natal - uma mistura de tradições com o consumismo impulsivo, sem nexo e afastado da sua essência. 

Se pensarmos bem, o natal que se publicita no século XXI é uma confusão confusa de categorias. Tantos setores da nossa sociedade moderna olham para esta época festiva e vêem coisas muito diferentes. Mas será que isso é bom ou mau? A música termina com o refrão: “Está tudo bem! Eu gosto muito de ti!"

A visão de Natal de Sufjan é explicada na obra de arte que é Silver & Gold (que inclui um belo ensaio sobre as conotações escatológicas da época do advento pelo pastor protestante Vito Aiuto e um ensaio sobre o significado da árvore de Natal escrita pelo próprio Sufjan ). 

Numa entrevista sobre este álbum, Sufjan Stevens explica que o Natal é o que fazemos dele. Alguns escolhem ignorar Jesus no Natal, mas trata-se apenas de uma escolha. Muitos de nós afirmam que o Natal é sobre Jesus, mas comportam-se como se tratasse apenas do consumismo e das bebidas sazonais do Starbucks. O Natal é o que fazemos dele.

Mas no seu melhor, o Natal reflete “mistério e magia”. Parece que a nossa sociedade como um todo tem a sensação de que isso é verdade, e isso aparece nas histórias sobre o Pai Natal, elfos, e uma simpática rena de nariz vermelho. O Natal também aparece numa bela (e verdadeira) história de um Criador que apareceu misteriosamente numa manjedoura, foi adorado por pastores e reis e, finalmente, passou a salvar o mundo. Isso sim é pura magia! 

Marcações: Valores, Jesus , Música, Natal, Advento, Mensagem

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

  • Gustavo Carona:

    Gustavo Carona: "O mundo precisa saber" que há um mundo por mudar

    Gustavo Carona é médico anestesista português. Com 39 anos, já esteve em mais de 10 missões humanitárias em todo o mundo, desde o Congo ao Afeganistão, Iémen ou Síria. "Não poso salvar o mundo, mas posso ser feliz a tentar", é o que nos diz num livro sobre algumas das suas aventuras. 

  • Final do ano: decisões e prioridades

    Final do ano: decisões e prioridades

    Estamos no último mês do ano. Começam-se a preparar as malas para a viagem de um novo ano, novinho em folha... Ou novinho na agenda do telemóvel. 

  • Asia Bibi: A coragem de acreditar!

    Asia Bibi: A coragem de acreditar!

    Em 2010, Asia Bibi foi condenada à morte por alegadamente ter insultado o profeta Maomé e o Islão durante uma discussão com colegas de trabalho; depois de passar nove anos numa solitária, a jovem acabou por ser posta em liberdade e mudou-se para o Canadá. 

  • Harry Styles: Já conheces a ilha de

    Harry Styles: Já conheces a ilha de "Edora"?

    Harry Styles tem neste momento uma campanha de marketing incrível, com vídeos, mensagens e músicas em toda a internet. A mais recente novidade é a da olha de "Eroda" ao largo da costa inglesa.

  • Escuta. Arrisca e Vive o Advento! | Domingo II (ANO A)

    Escuta. Arrisca e Vive o Advento! | Domingo II (ANO A)

    No segundo domingo do Advento, olhamos para Maria, uma jovem mulher visitada por um Anjo de Deus. Ainda que seja igual a nós, Maria é especial – está orientada para Deus e possui uma força maior que a nossa para saber distinguir o bem do mal. 

  • Sophie Cruz: Construir famílias e não muros

    Sophie Cruz: Construir famílias e não muros

    Sophie Cruz é dada a conhecer ao mundo em 2015, quando na visita do Papa aos EUA, a pequenina corre para lhe dar um abraço. Entrega-lhe também uma carta sobre a história dos seus pais, imigrantes mexicanos à procura de lgalizar a sua situação.

  • Beato Pier Giorgio Frassatti: Sempre em

    Beato Pier Giorgio Frassatti: Sempre em "direção ao Alto"

    Pier Giorgio nasceu no seio de uma família muito rica, a 6 de abril de 1901. Filho do fundador do jornal La Stampa e de uma virtuosa pintora, foi com a mãe que Pier Giorgio absorveu o testemunho de fé e bons valores. 

  • Kay: a importância de cuidarmos de nós próprios.

    Kay: a importância de cuidarmos de nós próprios.

    Karolina é uma jovem polaca que vive atualmente em Inglaterra. Tem 26 anos, mas aos 13 começou um blog que mudou a sua vida. 

  • Músicas que desafiam:

    Músicas que desafiam: "Broken" dos Coldplay

    Nesta altura natalícia as rádios e plataformas de streaming tem sempre aquele conjunto de músicas habituais para esta época. Podemos hoje sugerir mais uma para a tua "playlist"?

  • Irmão Roger: um

    Irmão Roger: um "ponto de luz" num mundo em discórdia

    A vida do irmão Roger mistura-se com a história da própria comunidade de Taizé. 

  • Todos os amigos são eternos!

    Todos os amigos são eternos!

    Quantos amigos tens? Aqueles mesmo de confiança ... Um? Dois? Dez? Cada um tem uma relação diferente com os seus amigos: alguns fazem amigos todas as semanas,enquanto outros preservam as amizades de longa data e são mais reservados.

  • Bana Alabed:

    Bana Alabed: "Querido mundo, esta é a minha história"

    O testemunho de hoje chega-nos da Síria. Com apenas 7 anos, Bana Alabed criou uma conta Twitter com a ajuda da mãe, como uma forma de dar a conhecer a situação do seu país.