Project People - Qual é o teu tipo de personalidade?

0
0
1
s2smodern

Desde os tempos da Grécia antiga, a humanidade tenta decifrar e compartimentar os tipos de personalidade como forma de conhecer os caminhos da mente humana. 

The Personality Project

The Personality Project trata-se de um estudo da Northwestern University, uma universidade localizada em Illinois, EUA. Com tecnologias relacionadas ao tratamento de dados, os investigadores conseguiram recolher os dados de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo.

Inicialmente, os mecanismos tradicionais de aglomeração dos dados identificaram 16 nichos distintos de personalidade. Contudo, os investigadores conseguiram restringir e peneirar a forma como os algoritmos recebem os dados; assim, chegaram a 4 tipos distintos: egocêntrico, reservado, comum e exemplar.

"A metodologia aplicada é a principal contribuição do estudo para a ciência". Estas são as palavras de William Revelle, professor de Psicologia do departamento de Artes e Ciências da Northwestern University. Os dados dos questionários confirmavam sempre um dos mesmos quatro tipos de personalidades, mostrando-se cada vez mais densos.

O quarteto tem bases em cinco características ou traços de personalidade amplamente aceitos e bem definidos: neuroticismo, extroversão, abertura de mente, afetividade e autoconsciência.

Neuroticismo é a tendência para experimentar emoções negativas, tais como raiva, preocupação e tristeza, mostrando-se sensível nas relações interpessoais.

Extroversão é a característica típica de alguém comunicativo, com tendência a dominar o ambiente; um apreciador de conversas e convívios.

Abertura de mente representa a abertura para novas experiências, sejam ideias, artes, valores, sentimentos ou comportamentos.

Afetividade é a tendência que se tem a concordar com os outros ou se deixar levar por ideias alheias, sem expressar opiniões próprias ou escolhas pessoais.

Autoconsciência é a tendência para seguir regras, ser esforçado, pontual, batalhador e cuidadoso.

Egocêntricos

Pessoas egocêntricas tem pontuações altas ao nível da extroversão e estão abaixo da média no que toca à abertura de mente, afetividade e autoconsciência.

Reservados

São pessoas emocionalmente estáveis, não neuróticas, porém pouco disponíveis à mudança. Também não são particularmente extrovertidos, mas tendem a ser mais agradáveis e com autoconsciência.

Comum

Quem se enquadra nesta categoria por norma são neuróticos e extrovertidos. É o tipo de personalidade mais comum entre as pessoas analisadas pelo estudo. 

Exemplar

Uma personalidade exemplar é que tem pontuação mais alta em todos os domínios, menos no neuroticismo. Mostram-se grandes líderes e abertos a novas ideias.

Para validar a precisão dos resultados, os investigadores analisaram um grupo notoriamente pertencente a um dos nichos. Usaram como amostra um grupo de adolescentes do sexo masculino, que se comportam de maneira bastante egocêntrica. Os resultados confirmaram que jovens homens predominam no grupo dos egocêntricos, enquanto mulheres acima de 15 anos quase não estão representadas nesse grupo.

Os investigadores estão otimistas de que tais resultados possam contribuir para uma melhor análise do perfil de candidatos para contratações nas empresas. Tornaram as informações e os dados da pesquisa públicos para que outros possam realizar análises independentes.

 

 

 

Marcações: Valores, Ciência, Crescer, Adolescentes, Personalidade

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Depois de ter passado uma noite em oração e de ter escolhido os doze, Jesus encontra agora dois grupos de pessoas: numerosos discípulos e uma grande multidão. A multidão sente-se desorientada e procura Jesus por dois motivos: quer ouvir a sua Palavra e ser curada dos seus males.

  • "Tolkien": Uma viagem pela mente do criador de "O Senhor dos Anéis"

    A pergunta mais velha do mundo que se faz a qualquer mente criativa é: "Como é que surgiu esta ideia?". Pois este ano vamos poder conhecer uma das mais brilhantes mentes do século XX. 

  • Música: porque gostamos tanto dela?

    Música: porque gostamos tanto dela?

    Independentemente do teu estilo musical favorito, com uma coisa podemos concordar: ouvir música faz bem e deixa-nos felizes. Companheira de viagens, caminhadas e, para os mais sortudos, presente também na hora do trabalho, a música é algo que tem a capacidade de melhorar o nosso humor e, inclusive, fazer com que a nossa concentração melhore, mas já te perguntaste como é que isto é possível?

  • Will Smith em tons de azul - o novo trailer de

    Will Smith em tons de azul - o novo trailer de "Aladdin"

    Durante  a cerimónia dos Grammys 2019 foi divulgado um novo trailer do remake do filme "Aladdin" da Disney. 

  • Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Ontem à noite decorreu a 61ª edição dos prémios Grammy, que distingue o que de melhor se fez na música no ano que passou.

  • Escuta, Arrisca e ... Confia!

    Escuta, Arrisca e ... Confia!

    No Evangelho deste Domingo, Pedro tem um gesto de confiança: Pela tua palavra, porque és Tu a dizê-lo, para Te dar um prazer, por Ti … lanço as redes.

  • O capitalismo: O que é?

    O capitalismo: O que é?

    Provavelmente já ouviste algumas pessoas falarem sobre esta coisa chamada capitalismo. Se já ouviste os teus pais a reclamar sobre o capitalismo ou algum dos teus professores a abordar este assunto, hoje explicamos-te este tema de uma forma simples. 

  • Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Quer estejas a planear algo especial com o teu namorado(a) ou um jantar com as amigas, aqui vão algumas ideias.

  • Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Jesus está no início da sua vida pública. Na sinagoga de Nazaré lê uma citação do profeta Isaías e actualiza-a, aplicando o conteúdo da profecia a si mesmo e à sua missão.

  • A ansiedade nas palavras deles

    A ansiedade nas palavras deles

    Tem sido crescente a atenção dos media para as questões relacionadas com a saúde mental. Também algumas figuras públicas aproveitam o espaço que lhes é dado para falar destas questões e como as ultrapassaram. 

  • Porque é que os casais dão as mãos?

    Porque é que os casais dão as mãos?

    Quer estejas a ver um filme, a caminhar na rua, ou simplesmente dar uma volta, não há nada mais inato do que o ato de dar as mãos. Mas porque é que fazemos isso?  Há algo mais para além do conforto de estar com o teu mais que tudo?

  • O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    Toda a gente nas redes sociais participou no “Desafio dos 10 Anos”, a brincadeira que, basicamente, consiste em partilhar uma foto atual ao lado de uma de há 10 anos atrás para mostrar o quanto ou o quão pouco mudamos ao longo da última década, certo?