Perdoa, mesmo que não esqueças

0
0
1
s2smodern

O perdão é uma das coisas mais fascinantes que o ser humano é capaz de fazer. O próprio ato revela muito sobre o nosso carácter. 

O perdão diz muito de nós. Não estamos a falar de um pedido de desculpa entre irmãos, por exemplo, quando um deles estraga o brinquedo do outro. Perdoar alguém que nos magoou de uma forma grave é um ato contínuo de cura, mexendo com o mais íntimo do nosso ser. 

As "marcas" que ficam na alma

É um processo muito duro perdoar alguém que não tenha correspondido às nossas expetativas. Às vezes, até mesmo uma mentira pode arruinar una amizade,um relacionamento,  criar problemas de confiança que levarão anos a sarar.Ainda que seja um verdadeiro desafio perdoar, é no perdão deste tipo de ofensas que vemos o verdadeiro poder por detrás do gesto.

Quando dizemos as palavras: "Eu perdoo-te", estamos a conjugar o verbo no presente! Estás a dizer que ainda te sentes afetado com o que aconteceu, apesar de verbalizares a luta interior que enfrentas. 

Perdoar e esquecer nem sempre é possível. Não quer dizer que estejas a guardar rancor, mas significa que é difícil lidar com estas "marcas" que se deixam na alma. Perdoar os atos que as causaram é um ato contínuo.

É muito fácil guardar rancor. Mais fácil ainda é culpar a pessoa que causou  a tua dor - muito mais fácil do que perdoar novamente. E mesmo que escolher perdoar seja mais doloroso, é muito mais recompensador. Quando pronuncias "eu perdoo-te" queres dizer que estás ainda em processo de perdão. 

Avança, mesmo que custe

O perdão é uma escolha contínua porque todos os dias, de alguma forma, o que nos magoou volta a atormentar-nos. E por isso mesmo, devemos mesmo escolher o perdão. Sempre. Porque isso tudo faz parte de nós, da nossa história, e chegará a um momento em que deixará de atormentar tanto.

O perdão nem sempre é um sentimento claro, nem sempre é tão simples como "está tudo bem!". É uma escolha contínua, uma escolha que fazemos mesmo quando não nos sentimos assim. Mas é aí que está o poder do perdão: mesmo que sintamos a raiva a crescer por dentro, mesmo quando somos levados às lágrimas e de joelhos para perguntar "porquê?" - o perdão ainda é uma escolha que podemos fazer.

Sempre que escolhemos não guardar rancor, estamos a perdoar. Sempre que escolhemos não culpar a pessoa em questão, estamos a perder. Sempre que avançamos na vida, em vez de nos concentrarmos nos erros, estamos a perdoar. Algumas pessoas poderão não voltar às nossas vidas, outras mantemos para o nosso próprio bem - nenhuma dessas escolhas diminui o nosso ato de misericórdia.

Eu perdoo, mesmo não esquecendo 

"Eu perdoo-te". Agora, amanhã, daqui a uma década. É uma promessa que não vais ficar a moer no passado, mesmo que ele venha ao teu encontro.

"Eu perdoo-te".  Como qualquer promessa, podes quebrá-la e voltar para a dor ou raiva. Mas como diz a música "shake it off!".

“Eu te perdoo-te” Porque não acaba. O perdão que continuas a dar aos outros será certamente retribuído ao longo da tua vida. 

Marcações: Valores, Família, Amizade, Amigos, Relações, Perdoar, Relacionamento, Desculpa

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Como serão os raios-x de animais?

    Como serão os raios-x de animais?

    As imagens que vais ver a seguir consistem em radiografias que foram feitas pelo pessoal do Jardim Zoológico de Oregon, nos EUA, como parte dos exames de rotina aos animais que lá vivem. Como podes comprovar abaixo, além de reveladores — do ponto de vista científico e veterinário —, as imagens são mesmo fascinantes. 

  • 4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    A Festa do Cinema decorre até ao dia 24 de outubro (quarta-feira), com mais de 10 mil sessões em todo o país. Parece muito? Não sabes por onde começar? Nós damos uma ajuda. 

  • Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    As contradições da vida moderna encontram na obra de Pawel Kuczynski um lugar de destaque. Os temas que o artista aborda nos seus desenhos giram em torno da relação da humanidade com o mundo que a cerca — desde o vício das redes sociais às estratégias da TV para fisgar a audiência. 

  • 15 Factos matemáticos divertidos

    15 Factos matemáticos divertidos

    Quem disse que a Matemática é uma seca, não leu este artigo!

  • Filmes que Desafiam:

    Filmes que Desafiam: "Capitão Fantástico"

    O filme desta semana fala-nos da importância da família e da importância que as coisas simples tem na nossa vida. 

  • Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Um grupo de investigadores da Universidade de RMIT, na Austrália, criou um tipo de letra – a Sans Forgetica, e garante que a mesma é capaz de aumentar a capacidade de memorização.

  • Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Não adianta negar: um dos maiores pesadelos dos alunos são os trabalhos de casa. Muitas vezes questionam-se porque é que devem estudar ainda mais do que já estudam na escola, e ainda que esses questionamentos deem lugar à aceitação (ou quase) na adolescência e na fase adulta, a verdade é que sempre temos que rever em casa o conteúdo lecionado durante o dia.

  • As marcas mais poderosas do mundo

    As marcas mais poderosas do mundo

    A Interbrand é uma importante consultora de marcas e todos os anos avalia as marcas mais poderosas. Já é conhecida a lista deste ano, sabes quais são?

  • Porquê adotar um cão?

    Porquê adotar um cão?

    São cada vez mais os adeptos da adoção de cães em vez de compra. Para além de "salvar" a vida do companheiro de 4 patas, o custo é irrisório quando comparado aos preços praticados por lojas de animais. 

  • Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    O Evangelho desta semana conta-nos uma história que te deve ser conhecida.

  • #respectbattles - a música como

    #respectbattles - a música como "arma" do respeito

    Podemos não concordar com os pontos de vistam, com as opções de vida que algumas pessoas ao nosso redor tomam. Mas se há algo que é obrigatório (e que vemos a desvanecer-se aos poucos) é o respeito pelo outro. A APAV não ficou indiferente e criou uma campanha original.

  • Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Se há algo muito debatido nos dias de hoje, são as regras de beleza, às quais muitos tentam corresponder. Mas sabias que nem sempre foi assim?