Perdoa, mesmo que não esqueças

0
0
1
s2smodern

O perdão é uma das coisas mais fascinantes que o ser humano é capaz de fazer. O próprio ato revela muito sobre o nosso carácter. 

O perdão diz muito de nós. Não estamos a falar de um pedido de desculpa entre irmãos, por exemplo, quando um deles estraga o brinquedo do outro. Perdoar alguém que nos magoou de uma forma grave é um ato contínuo de cura, mexendo com o mais íntimo do nosso ser. 

As "marcas" que ficam na alma

É um processo muito duro perdoar alguém que não tenha correspondido às nossas expetativas. Às vezes, até mesmo uma mentira pode arruinar una amizade,um relacionamento,  criar problemas de confiança que levarão anos a sarar.Ainda que seja um verdadeiro desafio perdoar, é no perdão deste tipo de ofensas que vemos o verdadeiro poder por detrás do gesto.

Quando dizemos as palavras: "Eu perdoo-te", estamos a conjugar o verbo no presente! Estás a dizer que ainda te sentes afetado com o que aconteceu, apesar de verbalizares a luta interior que enfrentas. 

Perdoar e esquecer nem sempre é possível. Não quer dizer que estejas a guardar rancor, mas significa que é difícil lidar com estas "marcas" que se deixam na alma. Perdoar os atos que as causaram é um ato contínuo.

É muito fácil guardar rancor. Mais fácil ainda é culpar a pessoa que causou  a tua dor - muito mais fácil do que perdoar novamente. E mesmo que escolher perdoar seja mais doloroso, é muito mais recompensador. Quando pronuncias "eu perdoo-te" queres dizer que estás ainda em processo de perdão. 

Avança, mesmo que custe

O perdão é uma escolha contínua porque todos os dias, de alguma forma, o que nos magoou volta a atormentar-nos. E por isso mesmo, devemos mesmo escolher o perdão. Sempre. Porque isso tudo faz parte de nós, da nossa história, e chegará a um momento em que deixará de atormentar tanto.

O perdão nem sempre é um sentimento claro, nem sempre é tão simples como "está tudo bem!". É uma escolha contínua, uma escolha que fazemos mesmo quando não nos sentimos assim. Mas é aí que está o poder do perdão: mesmo que sintamos a raiva a crescer por dentro, mesmo quando somos levados às lágrimas e de joelhos para perguntar "porquê?" - o perdão ainda é uma escolha que podemos fazer.

Sempre que escolhemos não guardar rancor, estamos a perdoar. Sempre que escolhemos não culpar a pessoa em questão, estamos a perder. Sempre que avançamos na vida, em vez de nos concentrarmos nos erros, estamos a perdoar. Algumas pessoas poderão não voltar às nossas vidas, outras mantemos para o nosso próprio bem - nenhuma dessas escolhas diminui o nosso ato de misericórdia.

Eu perdoo, mesmo não esquecendo 

"Eu perdoo-te". Agora, amanhã, daqui a uma década. É uma promessa que não vais ficar a moer no passado, mesmo que ele venha ao teu encontro.

"Eu perdoo-te".  Como qualquer promessa, podes quebrá-la e voltar para a dor ou raiva. Mas como diz a música "shake it off!".

“Eu te perdoo-te” Porque não acaba. O perdão que continuas a dar aos outros será certamente retribuído ao longo da tua vida. 

Marcações: Valores, Família, Amizade, Amigos, Relações, Perdoar, Relacionamento, Desculpa

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Escuta, Arrisca e ... Partilha

    Escuta, Arrisca e ... Partilha

    João Batista é a figura central deste tempo do Advento. Prepara. Encaminha. Endireita. Conduz. Aqueles que o ouvem encontram nele uma pergunta: que devemos fazer?

  • Novena de Natal | 17 de Dezembro

    Novena de Natal | 17 de Dezembro

    Iniciamos hoje uma proposta de meditação um bocado diferente da habitual. Estás preparado?

  • Para lá da música:

    Para lá da música: "Presépio de Lata" de Rui Veloso

    Nesta quadra festiva, propomos-te uma viagem por músicas que nos propõe refeltir sobre como vivemos o Natal. Esta semana convidamos-te a ouvir Rui Veloso. 

  • 5 coisas a fazer no Advento

    5 coisas a fazer no Advento

    Estamos todos naquela fase do ano em que pensamos "como é que passou tão depressa?". Com o tempo a passar, o ano de 2019 está mesmo ali no virar da esquina. Podes estar a perguntar-te como aproveitar ao máximo a vida antes do ano acabar? Aqui vão umas ideias:

  • Vem aí um novo filme do SONIC - e o

    Vem aí um novo filme do SONIC - e o "teaser" divide opiniões

    O live-action do Sonic, que terá Ben Schwartz como Sonic e Jim Carrey como o vilão Robotnik, tem o primeiro teaser oficial.  E, bem, o vídeo não está a agradar os fãs.

  • 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos: Onde estamos hoje?

    70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos: Onde estamos hoje?

    Segundo a Amnistia Internacional, os direitos humanos continuam a não ser cumpridos na totatlidade. Os ativistas dos direitos humanos e movimentos de justiça social enfrentam uma batalha difícil.

  • Vida para além da Terra - é possível?

    Vida para além da Terra - é possível?

    A possibilidade de encontrar vida fora da Terra sempre instigou a imaginação humana. A primeira missão espacial que procurou sinais extraterrestes aconteceu em 1979. O programa Viking, conduzido pela NASA, chegou a enviar sondas para Marte, à procura de indícios. A missão, na época, acabou por não ter resultados. 

  • Escuta, Arrisca e... Muda!

    Escuta, Arrisca e... Muda!

    “Uma voz clama no deserto”… Esta expressão do Evangelho é parecida ao mundo de hoje, quando vemos grandes figuras nos filmes, concertos, jogos de futebol … Achamos sempre que, dessas pessoas que admiramos, sai um raio de luz inesperado, algo que nos poderá deixar uma marca para a vida.

  • 25 possibilidades de fazer voluntariado

    25 possibilidades de fazer voluntariado

    Gostavas de te dedicar ao voluntariado mas não sabes onde te dirigir? Começa por definir as tuas áreas de interesse.

  • Ser voluntário: um compromisso que muda a vida!

    Ser voluntário: um compromisso que muda a vida!

    Hoje comemora-se o Dia Internacional do Voluntário. Muito mais do que dar quando nos apetece ou porque fica bem no futuro CV, ser voluntário é assumir um compromisso, uma responsabilidade - a de ir ter com o outro sempre que ele precise.

  • Para lá da música:

    Para lá da música: "Christmas Unicorn" de Sufjan Stevens

    Quando pensamos em músicas de Natal pensamos logo na Mariah Carey, no Michael Bublé, nos Wham!, no Coro de Santo Amaro de Oeiras ... a variedade não acaba. Hoje propomos-te um "registo" natalício diferente.

  • Não consigo dormir!

    Não consigo dormir!

    Passas o dia inteiro com sono, mas depois chega a hora de dormir e aguentavas uma direta? Isto é para ti!