O que acontece no nosso cérebro quando nos apaixonamos?

0
0
1
s2smodern

Já deves ter ouvido a expressão que "o amor é uma droga". Não é à toa, e hoje explicamos-te porquê!

Quando estamos apaixonados, uma explosão de neurotransmissores invade a corrente sanguínea, fazendo com que os apaixonados tenham sensações muito parecidas ao consumo de substâncias ilícitas.

Mais do que isso, os especialistas já comprovaram que algumas fases do amor podem trazer sensações ainda melhores! 

O início da paixão

Sabes quando sentes um friozinho na barriga depois de encontrar aquela pessoa especial? É nesse momento que a dopamina entra em ação. Esse neurotransmissor é o responsável por fazer o coração bater mais forte e aumentar a vontade de estar sempre perto da pessoa amada. A dopamina também contribui para essa euforia inicial e aumenta a dependência emocional. Ainda nesse estágio, os níveis de seratonina caem, que faz aumentar o desejo sexual.

Uma relação estável

Com o passar do tempo, a tendência é que os pombinhos se tornem menos obcecados um pelo outro. Conforme os laços emocionais começam a aprofundar-se, o cérebro passa a produzir mais serotonina enquanto, num período de cerca de um ano, o fator de crescimento nervoso tende a voltar ao normal. Pode parecer menos excitante, mas o aumento da seratonina ajuda a desenvolver uma ligação menos dependente e mais confiante que prepara os casais para relacionamentos duradouros e estáveis.

Muitos anos depois

Quanto mais um relacionamento dura, menos dopamina é libertada no organismo. Mas isto não quer dizer que o vínculo entre as pessoas se está a perder. Na verdade, uma molécula chamada hormona libertadora de corticotrofina ajuda a manter os casais unidos. Esta é libertada sempre que os pombinhos se separam, causando uma sensação desconfortável que faz com que as pessoas sintam falta uma da outra.

Outra hormona importante nesta fase é a vasopressina, que apresenta níveis elevados no organismo masculino. Esta substância está ligada ao comportamento territorial, o que pode ser a explicação para que os homens, em relacionamentos saudáveis, sejam leais e protetores com as suas companheiras, além de serem mais fieis. (Já que em relacionamentos emocionalmente instáveis, tendem a ser possessivos).

Marcações: Valores, Relações, Amor , Namoro, Cérebro

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Como serão os raios-x de animais?

    Como serão os raios-x de animais?

    As imagens que vais ver a seguir consistem em radiografias que foram feitas pelo pessoal do Jardim Zoológico de Oregon, nos EUA, como parte dos exames de rotina aos animais que lá vivem. Como podes comprovar abaixo, além de reveladores — do ponto de vista científico e veterinário —, as imagens são mesmo fascinantes. 

  • 4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    A Festa do Cinema decorre até ao dia 24 de outubro (quarta-feira), com mais de 10 mil sessões em todo o país. Parece muito? Não sabes por onde começar? Nós damos uma ajuda. 

  • Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    As contradições da vida moderna encontram na obra de Pawel Kuczynski um lugar de destaque. Os temas que o artista aborda nos seus desenhos giram em torno da relação da humanidade com o mundo que a cerca — desde o vício das redes sociais às estratégias da TV para fisgar a audiência. 

  • 15 Factos matemáticos divertidos

    15 Factos matemáticos divertidos

    Quem disse que a Matemática é uma seca, não leu este artigo!

  • Filmes que Desafiam:

    Filmes que Desafiam: "Capitão Fantástico"

    O filme desta semana fala-nos da importância da família e da importância que as coisas simples tem na nossa vida. 

  • Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Um grupo de investigadores da Universidade de RMIT, na Austrália, criou um tipo de letra – a Sans Forgetica, e garante que a mesma é capaz de aumentar a capacidade de memorização.

  • Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Não adianta negar: um dos maiores pesadelos dos alunos são os trabalhos de casa. Muitas vezes questionam-se porque é que devem estudar ainda mais do que já estudam na escola, e ainda que esses questionamentos deem lugar à aceitação (ou quase) na adolescência e na fase adulta, a verdade é que sempre temos que rever em casa o conteúdo lecionado durante o dia.

  • As marcas mais poderosas do mundo

    As marcas mais poderosas do mundo

    A Interbrand é uma importante consultora de marcas e todos os anos avalia as marcas mais poderosas. Já é conhecida a lista deste ano, sabes quais são?

  • Porquê adotar um cão?

    Porquê adotar um cão?

    São cada vez mais os adeptos da adoção de cães em vez de compra. Para além de "salvar" a vida do companheiro de 4 patas, o custo é irrisório quando comparado aos preços praticados por lojas de animais. 

  • Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    O Evangelho desta semana conta-nos uma história que te deve ser conhecida.

  • #respectbattles - a música como

    #respectbattles - a música como "arma" do respeito

    Podemos não concordar com os pontos de vistam, com as opções de vida que algumas pessoas ao nosso redor tomam. Mas se há algo que é obrigatório (e que vemos a desvanecer-se aos poucos) é o respeito pelo outro. A APAV não ficou indiferente e criou uma campanha original.

  • Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Se há algo muito debatido nos dias de hoje, são as regras de beleza, às quais muitos tentam corresponder. Mas sabias que nem sempre foi assim?