Comer bem ou tomar banho?

0
0
1
s2smodern

Acabaste agora de almoçar! Só podes ir à água quando fizeres a digestão!”Certamente já conheces esta frase. Muito provavelmente já ouviste os teus pais, tios, avós ou educadores a dizê-la, principalmente na altura das férias do Verão. E será que eles têm razão? Aqui fica uma sugestão pessoal da possível explicação para esta ideia ter entrado no nosso dia-a-dia.

 

Como sabes, quando ingerimos uma refeição, os alimentos percorrem o nosso sistema gastrointestinal sofrendo vários processos para que os nutrientes importantes sejam aproveitados pelo organismo. No entanto, para que tudo funcione bem é necessário que os alimentos passem à velocidade certa pelos diferentes órgãos deste sistema, o que faz com que a digestão não seja um processo imediato mas demore algum tempo a ser concluído.

Para além disso, os nutrientes ao serem absorvidos têm de ser transportados para os locais onde vão ser usados, como os músculos e o cérebro, mas também para os locais onde são armazenados para mais tarde puderem ser utilizados. E como se faz o seu transporte? Através do sangue.

Assim sendo, como o nosso organismo é muito eficiente, durante a digestão há um grande movimento de sangue para os órgãos do sistema gastrointestinal, tais como o estômago e o intestino. Desta forma, passamos a ter o sangue mais concentrado nestes órgãos, deixando de estar tanto à periferia, como na pele, onde tem uma extrema importância para regular a temperatura do nosso corpo.

Então qual é o problema de ir ao mar ou de tomar banho depois de comer?

Se após uma refeição tomarmos um banho de água fria (seja no mar, na piscina, ou numa banheira), o que acontece é que o sangue volta a deslocar-se para a periferia para tentar regular a nossa temperatura. Assim, deixa de estar tão disponível para a digestão, levando a que esta seja mais lenta e possam surgir alguns dos sintomas a que normalmente chamamos “paragem de digestão”. E no fundo é isso mesmo: a digestão fica “interrompida” porque não tem as condições necessárias para que tudo aconteça da melhor maneira.

Assim sendo, o que devemos fazer: não comer, esperar que passe o tempo necessário para fazer bem a digestão, ou ignorar este conselho e tomar banho na mesma?

O melhor será sempre esperarmos o tempo necessário para acabarmos a digestão. Isso será o mais seguro! No entanto, existem outras alternativas, que agora perceberás mais facilmente e que podes ter em conta quando ingerires refeições mais leves:

  1. Se fores lentamente ambientando o teu corpo à temperatura da água será mais provável que menos sangue tenha de se deslocar repentinamente do sistema gastrointestinal para a periferia. Deste modo será menor o impacto na digestão, sendo possível que nem tenhas qualquer sintoma associado
  2. Se tomares um banho em água cuja temperatura está próxima da tua temperatura corporal então não será necessário o teu corpo tentar regulá-la. Como tal, o sangue poderá continuar mais concentrado nos órgãos responsáveis pela digestão de modo a que o processo prossiga normalmente

Mas atenção: Quando ingerires muitos alimentos a digestão será mais difícil e demorada, pelo que será realmente importante que esperes algum tempo até tomares um banho em água fria, mesmo tendo em conta estas ideias!

Marcações: Verão, Saúde , Tempos Livres, Digestão

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias