Comer bem ou tomar banho?

0
0
1
s2smodern

Acabaste agora de almoçar! Só podes ir à água quando fizeres a digestão!”Certamente já conheces esta frase. Muito provavelmente já ouviste os teus pais, tios, avós ou educadores a dizê-la, principalmente na altura das férias do Verão. E será que eles têm razão? Aqui fica uma sugestão pessoal da possível explicação para esta ideia ter entrado no nosso dia-a-dia.

 

Como sabes, quando ingerimos uma refeição, os alimentos percorrem o nosso sistema gastrointestinal sofrendo vários processos para que os nutrientes importantes sejam aproveitados pelo organismo. No entanto, para que tudo funcione bem é necessário que os alimentos passem à velocidade certa pelos diferentes órgãos deste sistema, o que faz com que a digestão não seja um processo imediato mas demore algum tempo a ser concluído.

Para além disso, os nutrientes ao serem absorvidos têm de ser transportados para os locais onde vão ser usados, como os músculos e o cérebro, mas também para os locais onde são armazenados para mais tarde puderem ser utilizados. E como se faz o seu transporte? Através do sangue.

Assim sendo, como o nosso organismo é muito eficiente, durante a digestão há um grande movimento de sangue para os órgãos do sistema gastrointestinal, tais como o estômago e o intestino. Desta forma, passamos a ter o sangue mais concentrado nestes órgãos, deixando de estar tanto à periferia, como na pele, onde tem uma extrema importância para regular a temperatura do nosso corpo.

Então qual é o problema de ir ao mar ou de tomar banho depois de comer?

Se após uma refeição tomarmos um banho de água fria (seja no mar, na piscina, ou numa banheira), o que acontece é que o sangue volta a deslocar-se para a periferia para tentar regular a nossa temperatura. Assim, deixa de estar tão disponível para a digestão, levando a que esta seja mais lenta e possam surgir alguns dos sintomas a que normalmente chamamos “paragem de digestão”. E no fundo é isso mesmo: a digestão fica “interrompida” porque não tem as condições necessárias para que tudo aconteça da melhor maneira.

Assim sendo, o que devemos fazer: não comer, esperar que passe o tempo necessário para fazer bem a digestão, ou ignorar este conselho e tomar banho na mesma?

O melhor será sempre esperarmos o tempo necessário para acabarmos a digestão. Isso será o mais seguro! No entanto, existem outras alternativas, que agora perceberás mais facilmente e que podes ter em conta quando ingerires refeições mais leves:

  1. Se fores lentamente ambientando o teu corpo à temperatura da água será mais provável que menos sangue tenha de se deslocar repentinamente do sistema gastrointestinal para a periferia. Deste modo será menor o impacto na digestão, sendo possível que nem tenhas qualquer sintoma associado
  2. Se tomares um banho em água cuja temperatura está próxima da tua temperatura corporal então não será necessário o teu corpo tentar regulá-la. Como tal, o sangue poderá continuar mais concentrado nos órgãos responsáveis pela digestão de modo a que o processo prossiga normalmente

Mas atenção: Quando ingerires muitos alimentos a digestão será mais difícil e demorada, pelo que será realmente importante que esperes algum tempo até tomares um banho em água fria, mesmo tendo em conta estas ideias!

Marcações: Verão, Saúde , Tempos Livres, Digestão

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Como serão os raios-x de animais?

    Como serão os raios-x de animais?

    As imagens que vais ver a seguir consistem em radiografias que foram feitas pelo pessoal do Jardim Zoológico de Oregon, nos EUA, como parte dos exames de rotina aos animais que lá vivem. Como podes comprovar abaixo, além de reveladores — do ponto de vista científico e veterinário —, as imagens são mesmo fascinantes. 

  • 4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    A Festa do Cinema decorre até ao dia 24 de outubro (quarta-feira), com mais de 10 mil sessões em todo o país. Parece muito? Não sabes por onde começar? Nós damos uma ajuda. 

  • Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    As contradições da vida moderna encontram na obra de Pawel Kuczynski um lugar de destaque. Os temas que o artista aborda nos seus desenhos giram em torno da relação da humanidade com o mundo que a cerca — desde o vício das redes sociais às estratégias da TV para fisgar a audiência. 

  • 15 Factos matemáticos divertidos

    15 Factos matemáticos divertidos

    Quem disse que a Matemática é uma seca, não leu este artigo!

  • Filmes que Desafiam:

    Filmes que Desafiam: "Capitão Fantástico"

    O filme desta semana fala-nos da importância da família e da importância que as coisas simples tem na nossa vida. 

  • Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Um grupo de investigadores da Universidade de RMIT, na Austrália, criou um tipo de letra – a Sans Forgetica, e garante que a mesma é capaz de aumentar a capacidade de memorização.

  • Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Não adianta negar: um dos maiores pesadelos dos alunos são os trabalhos de casa. Muitas vezes questionam-se porque é que devem estudar ainda mais do que já estudam na escola, e ainda que esses questionamentos deem lugar à aceitação (ou quase) na adolescência e na fase adulta, a verdade é que sempre temos que rever em casa o conteúdo lecionado durante o dia.

  • As marcas mais poderosas do mundo

    As marcas mais poderosas do mundo

    A Interbrand é uma importante consultora de marcas e todos os anos avalia as marcas mais poderosas. Já é conhecida a lista deste ano, sabes quais são?

  • Porquê adotar um cão?

    Porquê adotar um cão?

    São cada vez mais os adeptos da adoção de cães em vez de compra. Para além de "salvar" a vida do companheiro de 4 patas, o custo é irrisório quando comparado aos preços praticados por lojas de animais. 

  • Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    O Evangelho desta semana conta-nos uma história que te deve ser conhecida.

  • #respectbattles - a música como

    #respectbattles - a música como "arma" do respeito

    Podemos não concordar com os pontos de vistam, com as opções de vida que algumas pessoas ao nosso redor tomam. Mas se há algo que é obrigatório (e que vemos a desvanecer-se aos poucos) é o respeito pelo outro. A APAV não ficou indiferente e criou uma campanha original.

  • Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Se há algo muito debatido nos dias de hoje, são as regras de beleza, às quais muitos tentam corresponder. Mas sabias que nem sempre foi assim?