Histórias para Crescer: A tigela de madeira

0
0
1
s2smodern

Um senhor de idade foi morar com o seu filho, a nora e o neto de quatro anos de idade. Nesta altura, as mãos do velho eram trémulas, a sua visão embaçada e os seus passos vacilantes.

Estas circunstâncias atrapalhavam o avô sobretudo nas horas das refeições. Ora eram as ervilhas que caíam ao chão, ora era o arroz. Ao pegar no copo da água, rara era a vez que não a entornava. O filho e a nora irritavam-se com toda aquela balbúrdia: "Precisamos de fazer alguma coisa a respeito do pai - disse o filho. Já chega de água entornada, do barulho ao comer com a boca aberta e de comida pelo chão."

Então, o casal decidiu colocar uma mesa na cozinha para o avô fazer as refeições. Assim, enquanto o avô comia sozinho, o resto da família fazia as refeições à mesa em tranquilidade. Para simplificar e porque o velho já tinha partido vários pratos, agora a sua comida era servida numa tigela de madeira.  Quando a família olhava para o avô sentado ali sozinho, às vezes ele tinha os olhos rasos de água. Mesmo assim, as únicas palavras que lhe dirigiam eram admoestações ásperas porque tinha deixado cair um talher ou comida ao chão. O menino de 4 anos de idade assistia a tudo em silêncio.

Certa noite, antes do jantar, o pai percebeu que o filho pequeno estava no chão, a brincar com pedaços de madeira. Ele perguntou delicadamente à criança: "Que giro! O que estás a fazer?" 

O menino respondeu docemente: "Oh, estou a fazer tigelas para tu e a mãe comerem quando eu crescer." O menino sorriu e voltou à brincadeira.

Aquelas palavras tiveram um grande impacto nos pais ao ponto de ficarem mudos e as lágrimas começarem a escorrer dos seus olhos. Embora ninguém tivesse dito nada, ambos sabiam o que era preciso fazer. Naquela noite o pai pegou o avô pelas mãos e gentilmente conduziu-o à mesa da família.

Dali para frente e até ao final dos seus dias fez todas as refeições com a família. E por alguma razão, o marido e a esposa já não se importavam quando um garfo caía, a água era entornada ou a toalha da mesa se sujava.

Alguém dizia que podemos esquecer o que uma pessoa nos disse, mas nunca a forma como nos tratou. Temos tendência a valorizar as pessoas pelas suas capacidades e pelo seu sucesso, e nesse processo esquecemos muitas vezes a dignidade do outro e a memória das coisas boas (e dos sacrifícios) que fizeram por nós.

Perdemos a noção da realidade quando valorizamos mais as coisas do que as pessoas, sobretudo as que cuidaram de nós e nos ajudaram a crescer como pessoas! Não se consegue quantificar a paciência e o tempo que os pais gastam a cuidar de cada bebé! Os pais têm memória disso, mas os filhos não! E fazem-no com todo o seu amor. É por isso que é urgente e necessário fazer memória dos mais velhos e respeitá-los! E sabe tão bem ouvir as histórias de outros tempos, onde tudo era diferente! Desprezar os mais velhos é desprezar as nossas raízes!

 

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Santíssima Trindade

    Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Santíssima Trindade

    Para alguns, Deus é simplesmente algo misterioso. Para outros, é um velhote de barbas brancas sentado no Céu, que está bem longe do que se passa na Terra.

  • Como sei que é meu amigo?

    Como sei que é meu amigo?

    Espera, antes disso. Quais as qualidades e características que uma pessoa tem de ter para a considerares tua Amiga? A importância que quem está à tua volta tem na tua vida é determinante!

  • Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Domingo de Pentecostes

    Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Domingo de Pentecostes

    A paz recebida de Jesus transforma-se em missão. Outrora, o Pai confiara a Jesus uma missão (ser portador da salvação de Deus à nova humanidade); agora é Jesus que envia os seus a serem portadores desta mensagem de vida nova a todos os homens.

  • James Bay: Uma boa surpresa para a tua

    James Bay: Uma boa surpresa para a tua "playlist"

    "Sem expectativas" - é o meu lema para os concertos. No Domingo fui assistir ao concerto de Ed Sheeran, que contava com 3 concertos de abertura. Mais uma vez, fui sem expectativas, sem preparação. E fui surpreendida. 

  • 7 factos sobre Ed Sheeran

    7 factos sobre Ed Sheeran

    No fim de semana em que o cantor vem a Portugal para dois concertos, damos-te a conhecer algumas curiosidades do cantautor inglês. 

  • Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Ascensão do Senhor

    Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Ascensão do Senhor

    Jesus sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, e em seu nome serão pregados a todos os povos a conversão e o perdão dos pecados. São as últimas palavras de Jesus, o seu testamento. Agora somos nós que temos de continuar o Seu legado. Jesus confia-nos três tarefas, que se resumem em três elementos.

  • Filmes com

    Filmes com "cheiro a Verão"

    Férias de verão significa ir até à praia, piscina, estar o maior tempo ao sol. Com a escola quase a terminar, há muito tempo livre para ocupar, e porque não com filmes? Aqui vão algumas sugestões:

  • Uma ilha no Mediterrâneo formada por ... lixo?

    Uma ilha no Mediterrâneo formada por ... lixo?

    O mar mediterrâneo comunica-se com o Atlântico pelo Estreito de Gibraltar e banha incontáveis praias pitorescas do norte da África, da Europa e da Ásia, cobrindo uma área de aproximadamente 2,5 milhões de quilómetros quadrados.

  • Fake News: Como detetar

    Fake News: Como detetar "bots" no Twitter?

    "Marcus099875 retwittou..." Um nome seguido de vários números aleatórios pode ser uma indicação de bot no Twitter. Contudo, o padrão não é regra e é preciso aprofundar um pouco mais. Investigadores do site Recorded Future deram uma palestra sobre este fenómeno na Security Analyst Summit deste ano. A ideia é mostrar porque é que os bots são utilizados.

  • Há vida para além de

    Há vida para além de "A Guerra dos Tronos"?

    8 anos e 8 temporadas depois, "A Guerra dos Tronos" chegou ao fim este fim de semana. Mas, e agora? O que fazer ao tempo dedicado a esta série? Aqui vão algumas sugestões:

  • "Estou sempre a adormecer"

    Quantas vezes dás por ti a adormecer nas aulas? Seja por uma noite mal dormida ou uma tarefa entediante, estar constantemente a fechar os olhos a todo o momento não é algo agradável. Para ficar mais alerta e deixar a preguiça de lado, aqui vão algumas dicas. 

  • Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Domingo V da Páscoa

    Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Domingo V da Páscoa

    Judas sai para entregar Jesus. Quem fica, alimenta-se de Deus, através de Jesus. A saída de Judas da presença dos discípulos cria o ambiente para a intimidade com os seus. É o tempo da despedida, do testamento final.