Rússia: porque andam a circular diplomatas?

0
0
1
s2smodern

Há cerca de um mês e meio, soubemos da notícia do envenenamento de Sergei Skripal e da sua filha Yulia, em Salisbury, no Reino Unido. Na sequência dessa notícia seguiram várias sobre a expulsão de diplomatas russos de países membros da União Europeia, da NATO e aliados do Ocidente. Porquê?

Sergei Skripal é um antigo espião russo, que no passado dia 4 de março, foi aparentemente envenenado, na companhia da sua filha, com uma substância considerada uma arma química.

Tendo este ataque ocorrido em solo britânico, o Reino Unido considerou que este incidente foi um ataque levado a cabo pela Rússia, já que a arma utilizada parece que é apenas produzida na Rússia e que houve retaliação pelo facto do ex-expião russo estar, agora, num país ocidental.

A Rússia, porém, negou ter sido autora do envenamento.

 Interpretando este evenenamento, com outras hipóteses de indevida influência russa nos países do ocidente – como anterior caso de envenenamento de outro espião russo há 11 anos, e as recentes a partilha de notícias falsas em redes sociais ou outros esquemas cibernéticos suscetíveis de interferir na eleições do Presidente da República dos EUA, ou do Presidente da República Francesa, ou até do referendo da Catalunha – o RU decidiu gritar “basta!” através da expulsão dos representantes oficiais da Rússia no seu país, lançando o repto aos seu aliados ocidentais.

Vários estados-membros da União Europeia e da NATO, e países like-minded (que partilham os mesmos valores) imitaram o Reino Unido e expulsaram também os diplomatas russos dos seus territórios. São os casos de Austrália, Canadá, EUA, Espanha, França, Suécia, Dinamarca, Países Baixos, Alemanha, Itália, Finlândia, Estónia, Letónia, Lituânia, Polónia, República Checa, Hungria, Croácia, Roménia, Albânia e Ucrânia. Em resposta, a Rússia expulsou cerca de 150 diplomatas do seu país, todos dos países desta “aliança”.

Portugal - apesar de se alinhar em valores, e na posição de condenação destes alegados comportamentos por parte da Rússia - não expulsou diplomatas russos. Ouvido o repto britânico, Portugal optou por chamar o seu Embaixador em Moscovo, o mais alto representante português na Rússia, para melhor entender o que aconteceu, desta feita, do ponto vista russo.

Esta posição tanto é criticável como louvável; é que podemos não concordar que Portugal não tenha estado no lado da defesa dos seus valores fundamentais nem alinhado com os seus aliados ocidentais; mas, na verdade, não está efetivamente provado que é a Rússia que está por detrás de todas estas ações de agressão à nossa cultura democrática...

Marcações: EUA , Política, Reino Unido, Atualidade, Portugal, Rússia

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Como serão os raios-x de animais?

    Como serão os raios-x de animais?

    As imagens que vais ver a seguir consistem em radiografias que foram feitas pelo pessoal do Jardim Zoológico de Oregon, nos EUA, como parte dos exames de rotina aos animais que lá vivem. Como podes comprovar abaixo, além de reveladores — do ponto de vista científico e veterinário —, as imagens são mesmo fascinantes. 

  • 4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    A Festa do Cinema decorre até ao dia 24 de outubro (quarta-feira), com mais de 10 mil sessões em todo o país. Parece muito? Não sabes por onde começar? Nós damos uma ajuda. 

  • Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    As contradições da vida moderna encontram na obra de Pawel Kuczynski um lugar de destaque. Os temas que o artista aborda nos seus desenhos giram em torno da relação da humanidade com o mundo que a cerca — desde o vício das redes sociais às estratégias da TV para fisgar a audiência. 

  • 15 Factos matemáticos divertidos

    15 Factos matemáticos divertidos

    Quem disse que a Matemática é uma seca, não leu este artigo!

  • Filmes que Desafiam:

    Filmes que Desafiam: "Capitão Fantástico"

    O filme desta semana fala-nos da importância da família e da importância que as coisas simples tem na nossa vida. 

  • Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Um grupo de investigadores da Universidade de RMIT, na Austrália, criou um tipo de letra – a Sans Forgetica, e garante que a mesma é capaz de aumentar a capacidade de memorização.

  • Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Não adianta negar: um dos maiores pesadelos dos alunos são os trabalhos de casa. Muitas vezes questionam-se porque é que devem estudar ainda mais do que já estudam na escola, e ainda que esses questionamentos deem lugar à aceitação (ou quase) na adolescência e na fase adulta, a verdade é que sempre temos que rever em casa o conteúdo lecionado durante o dia.

  • As marcas mais poderosas do mundo

    As marcas mais poderosas do mundo

    A Interbrand é uma importante consultora de marcas e todos os anos avalia as marcas mais poderosas. Já é conhecida a lista deste ano, sabes quais são?

  • Porquê adotar um cão?

    Porquê adotar um cão?

    São cada vez mais os adeptos da adoção de cães em vez de compra. Para além de "salvar" a vida do companheiro de 4 patas, o custo é irrisório quando comparado aos preços praticados por lojas de animais. 

  • Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    O Evangelho desta semana conta-nos uma história que te deve ser conhecida.

  • #respectbattles - a música como

    #respectbattles - a música como "arma" do respeito

    Podemos não concordar com os pontos de vistam, com as opções de vida que algumas pessoas ao nosso redor tomam. Mas se há algo que é obrigatório (e que vemos a desvanecer-se aos poucos) é o respeito pelo outro. A APAV não ficou indiferente e criou uma campanha original.

  • Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Se há algo muito debatido nos dias de hoje, são as regras de beleza, às quais muitos tentam corresponder. Mas sabias que nem sempre foi assim?