Jovens que Mudaram o Mundo: Brittany Wenger

0
0
0
s2sdefault

A jovem que te damos a conhecer tem 23 anos e é considerada pela revista Times como uma das pessoas com menos de 30 anos que está a fazer história. Brittany Wenger criou uma aplicação capaz de detetar cancro da mama e leucemia.  

 

No início deste ano, realizou-se no Chile o Congreso del Futuro, um evento anual em que se reflete sobre o papel da ciência no mundo de hoje. Brittany Wenger foi a mais jovem investigadora a participar neste certame. Já no ano 2012 Brittany ganhou o prémio Science Fair da Google, em virtude do trabalho realizado no âmbito da biologia e do cancro da mama.

Quando estava na escola, Brittany descobriu que a sua grande paixão era a Inteligência Artificial. Aos 12 anos começou a ler um livro para aprender a programar e desde então o seu gostop or esta área crescia cada vez mais. O seu primeiro programa usava a inteligência artificial para aprender a jogar futebol, outra das suas paixões.

Aos 15 anos, uma prima de Britanny foi diagnosticada com cancro da mama. Este acontecimento marcou muito a jovem Brittany. Na sua pesquisa descobriu que 8 em cada 10 mulheres dos EUA padecem desta doença. Isto foi assim o mote para Brittany fazer algo que permitisse detetar esta doença a tempo e poder salvar muitas vidas. 

Cloud4Ccancer é a aplicação criada pela jovem e que se encontra disponível online para ajudar a diagnosticar cancro da mama a partir de uma biópsia de pequeno impacto; este tipo de biopsia é mais económica, rápida e pouco invasiva - quase como uma análise ao sangue. 

Este programa, graças à inteligência artificial desenvolvida, é capaz de identificar se uma determinada massa de tecidos é maligna ou benigna. Apesar dos erros naturais de principiante, a aplicação de Brittany realizou 7,6 milhões de testes com distintas amostras e conseguiu com que o programa aprendesse a detetar cancro com um sucesso de 99%.

Para além de continuar a desenvolver tecnologia que permita detetar outro tipo de doenças, Brittany procura incentivar mais raparigas a promgramar. Para isso, a jovem é embaixadora do programa da Google Made with Code, e é responsável pelo projeto que ensina jovens raparigas a enveredar pela área da tecnologia e programação. 

Marcações: JOvens, Valores, EUA , Internet, Tecnologia, Saúde , Doenças, Computador, Rapariga, Cancro

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

  • Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    A celebração de Sexta-Feira Santa é a mais original de todas as da Liturgia romana: Não há eucaristia. O silêncio, o jejum, a oração, as devoções tradicionais, sobretudo as que ajudam a meditar e orar o mistério da cruz, elemento central deste dia ... 

  • Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Com a missa da Ceia do Senhor começa o Tríduo Pascal da morte, sepultura e ressurreição do Senhor. São João dá-nos a chave de tudo o que vivemos: "Amou-nos até ao extremo". 

  • Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    A nossa proposta de reflexão de hoje centra-se nas milhares de pessoas que passam fome no mundo. Hoje propomos-te os números da fome no mundo. O que podemos nós fazer para inverter esta situação? 

  • O meu pai é o melhor do mundo!

    O meu pai é o melhor do mundo!

    É a maior frase feita do mundo, já sabemos. Infelizmente, contudo, nem toda a gente tem a felicidade de ter um pai tão fixe como os nossos. É por isso que hoje decidimos agradecer a todos os pais fixes do mundo. 

  • Como lidar com

    Como lidar com "bullies"?

    Se estás a ser vítima de "bullying", há muito que podes fazer. Enquanto táticas diferentes funcionam para pessoas diferentes, lembra-te que nunca estás sozinho.

  • Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos hospitais também há crianças e adolescentes. Os acidentes ou as doenças não escolhem idades. Vale a pena dialogar acerca do que é a vida no hospital.

  • Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Portugal tem sido um país de acolhimento de variadas culturas. Motivações económicas e políticas são as principais causas para muitas pessoas largarem aquilo que conhecem como casa, como lar. O que podemos aprender com estas histórias de vida?

  • 5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    Há mais de 100 anos que o dia 8 de março ficou conhecido como o Dia Internacional da Mulher. Ainda que tenha diferentes significados em vários pontos do globo, hoje é preciso fazer mais do que publicar uma foto com uma hashtag catita.

  • Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Segundo o relatório sobre a Liberdade Religiosa no mundo, a Fundação da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), 20% dos países do mundo não respeitam a liberdade religiosa.

  • O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    Hoje a nossa proposta de reflexão é a da liberdade dos vícios. São situações muito difíceis de gerir e às quais temos de ter um grande nível de empatia e compreensão. 

  • Sábado Santo: O dia do

    Sábado Santo: O dia do "nada"

    A celebração de Sábado Santo consiste em não ter celebrações. 

  • Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, no final de 2017, estavam deslocadas contra a sua vontade 68,5 milhões de pessoas em todo o mundo, em resultado de guerras, conflitos armados ou violação dos direitos humanos.