Histórias para Crescer: O Rei e as suas quatro esposas

0
0
1
s2smodern

Era uma vez um rei que tinha 4 esposas. Ele amava muito a quarta esposa, dava-lhe magníficos presentes, jóias e roupas caras. Ele dava-lhe tudo do bom e do melhor.

 Ele também amava muito a sua terceira esposa, e gostava de exibi-la aos reinos vizinhos. Contudo, ele tinha medo que, um dia, ela o deixasse por outro rei. Esse rei também amava a sua segunda esposa. Ela era a sua confidente e estava sempre disponível para ele, com amabilidade e paciência. Sempre que o rei tinha um problema, ele confiava nela para atravessar essa dificuldade.

A primeira esposa era uma parceira muito leal e fazia tudo que estava ao seu alcance para mantê-lo rico e poderoso, quer ao rei quer ao seu reino. Mas o rei não amava a primeira esposa, e apesar dela o amar profundamente, ele não lhe prestava a devida atenção.

Um dia, o rei adoeceu e percebeu que o seu fim estava próximo. Ele pensou em toda a luxúria da sua vida e ponderou:

—Tenho 4 esposas comigo, mas até morrer, com quantas poderei contar?
Então, o rei perguntou à quarta esposa:
— Minha querida, amei-te tanto, cobri-te das roupas mais finas e das joias mais bonitas. Mostrei-te o quanto te amo cuidando muito bem de ti. Agora que eu estou a morrer, acompanhas-me na minha morte, para não morrer sozinho?
— Nem pensar! – respondeu a quarta esposa, e saiu do quarto sem sequer olhar para trás.
Esta resposta cortou o coração do rei, como uma faca afiada. Entristecido, o rei perguntou à terceira esposa:
— Eu também te amei toda a minha vida. Agora que eu estou a morrer, acompanhas-me neste momento, para não morrer sozinho?
— Não!!! – respondeu a terceira esposa. A vida é demasiado boa! Quando morreres, eu volto a casar.
Novamente, o coração do rei sangrou e gelou. Ele perguntou então à segunda esposa:
— Eu sempre recorri a ti quando precisei de ajuda, e sempre estiveste ao meu lado. Quando eu morrer, acompanhas-me na minha morte?
— Sinto muito, mas desta vez eu não posso fazer o que me pedes - respondeu a segunda esposa. O máximo que eu posso fazer é enterrar-te!
Essa resposta foi como um trovão na cabeça do rei, e ficou ainda mais arrasado.
Ouviu, então, uma voz:
— Eu acompanho-te e sigo-te para onde fores… O rei levantou os olhos e lá estava a sua primeira esposa, magrinha, mal nutrida, sofrida…
Com o coração partido, o rei disse:
— Eu devia ter cuidado muito melhor de ti, enquanto eu podia…

Na verdade, todos nós temos quatro esposas na nossa vida… 

A quarta esposa é o nosso corpo: apesar de todos os esforços que fazemos para mantê-lo saudável e bonito, quando morrermos ele nos deixará. A terceira esposa representa os nossos bens, propriedades e riquezas: quando morremos, tudo isso passa para outros. 

A segunda esposa são a família e os amigos: apesar de nos amarem muito e sempre nos apoiarem, o máximo que eles podem fazer é enterrar-nos. A nossa primeira esposa é a nossa Alma: muitas vezes é deixada de lado para perseguirmos durante a vida a Riqueza, o Poder e os Prazeres do nosso Ego. 

Apesar de tudo, a nossa Alma é a única coisa que sempre estará connosco, não importa qual o nosso destino… A única pessoa que temos de aturar o resto da vida, 7 dias por semana 24 horas por dia, somos nós! Por isso, cultiva, fortalece, bendiz e enobrece a tua alma, todos os dias!

 

Marcações: JOvens, Valores, Família, Crescer, Amigos, Relações, Deus, Amor , Adolescentes, Histórias , Pais, Alma

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Fumar pode não matar, mas mói

    Fumar pode não matar, mas mói

    Provavelmente começaste a ler o título e pensaste “mais um texto a dizer o mesmo de sempre”. E talvez até seja verdade, visto que a maioria das informações sobre o tabaco já são conhecidas há muitos anos e, por isso mesmo, aquilo que vais encontrando é sempre semelhante mas dito de forma diferente. No entanto gostava que olhasses para este texto pelo menos como uma oportunidade para aprenderes algo.

  • Fala-me Direito: A Interdição

    Fala-me Direito: A Interdição

    A palavra pode ser um pouco estranha, mas sabemos todos, à partida, que estar interdito é estar impedido de fazer algo.  Mas quando é que isto se aplica no Direito?

  • Filmes que desafiam:

    Filmes que desafiam: "Food Inc"

    Hoje não recomendamos "mais um filme", mas acendemos o rastilho da polémica. 

  • Rússia: porque andam a circular diplomatas?

    Rússia: porque andam a circular diplomatas?

    Há cerca de um mês e meio, soubemos da notícia do envenenamento de Sergei Skripal e da sua filha Yulia, em Salisbury, no Reino Unido. Na sequência dessa notícia seguiram várias sobre a expulsão de diplomatas russos de países membros da União Europeia, da NATO e aliados do Ocidente. Porquê?

  • Histórias para Crescer: O verdadeiro ensinamento

    Histórias para Crescer: O verdadeiro ensinamento

    Uma mulher regava o jardim de sua casa e viu três velhos à sua frente.

  • Para lá da música:

    Para lá da música: "Sigh no More" de Mumford & Sons

    Já passaram 8 anos desde o lançamento do disco de estreia dos Mumford & Sons, Sigh no More, mas a sua música e a sua mensagem continuam bem vivas. Apesar de não se assumirem como praticantes de qualquer tipo de religião, os textos da banda britânica tocam várias vezes em temas religiosos.

  • Fala-me Direito: O casamento

    Fala-me Direito: O casamento

    Já falámos sobre a união de facto e os seus efeitos que se assemelham, em muitos aspetos, ao casamento… Mas e então o casamento? É só colocar a aliança e dizer “até que a morte nos separe” e já está?

  • Filmes que desafiam:

    Filmes que desafiam: "Sete Vidas"

    Mais um filme que procura dar-te "um murro no estômago".

  • Será que gosta de mim?

    Será que gosta de mim?

    As pessoas podem realmente ser confusas, especialmente quando se trata de paixonetas. Podem falar constantemente, mas se calhar ainda não te convidaram para um encontro. Pode olhar para ti durante a aula de inglês e depois ignorar-te no corredor. Como podes ter a certeza se aquela pessoa gosta mesmo de ti? Aqui vão alguns sinais.

  • Jovens que Mudaram o Mundo: Maya Angelou

    Jovens que Mudaram o Mundo: Maya Angelou

    Maya Angelou é um importante símbolo da cultura afroamericana. Desde indicações para prémios Pullitzer a Grammys, Angelou foi uma defensora dos direitos civis e da igualdade. 

  • Sentes-te fora do grupo? O que fazer quando te sentires excluído

    Sentes-te fora do grupo? O que fazer quando te sentires excluído

    Quando os teus amigos te excluem de propósito, pode querer dizer que algo se passa. Ou então não! Mas seguem algumas dicas para poderes diferenciar um problema na tua amizade de um comportamento compreensível e razoável.

  • Desafios matemáticos - Consegues decifrar?

    Desafios matemáticos - Consegues decifrar?

    Calma! Não são precisas fórmulas nem calculadoras, apenas o exercício do nosso cérebro.