Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Ganga supertstar

0
0
0
s2sdefault

Quem não tem pelo menos umas calças de ganga no armário? Como é que este simples tecido azul conseguiu atravessar as épocas e conquistar o mundo? Trata-se de um verdadeiro fenómeno da moda, e que está para ficar.

Desde que apareceu no século XIX até aos nossos dias, a ganga foi evoluindo e a sua história ainda não terminou. Continua a ser um sucesso.

A ganga ao longo dos anos

1850 - Jean trabalhador

No início, a ganga era usada para um uniforme de trabalho. Por volta de 1850, com a descoberta do ouro na Califórnia, os aventureiros vão para o Oeste americano com a esperança de fazer fortuna. Entretanto, Levi Strauss, um jovem comerciante, tenta vender telas de tenda. Mas o negócio não corria muito bem. Um dia, teve a ideia de cortar essas telas para fazer calças robustas, largas, adaptadas aos trabalhadores. A ganga, muito resistente, tornou-se assim o tecido preferido para as calças dos operários das minas de ouro. Graças a esta sua luminosa ideia, Levi Strauss tornou-se milionário.

1950 - A ganga rebelde

Nos anos 50, nos Estados Unidos, a ganga não era apreciada e até tinha uma certa má fama. Era geralmente proibido utilizá-lo nas escolas. A sociedade americana era então muito
rigorosa com os jovens. A maior parte dos jovens sentia esta falta de liberdade e revoltam-se contra os pais, a escola, a religião… As novas estrelas da música e do cinema da época, como James Dean e outros, servem-lhes de modelos. Ora estes vestiam ganga. Este tecido impõe-se então como as calças dos jovens fãs da música rock'n roll, que contestam a sociedade dos seus pais.

 1960 - A ganga cool

Nos anos 60, a ganga, que já era banal nos Estados Unidos, divulgou-se na Europa. Criaram-se os jeans ao estilo de boca de sino e com flores, dando-lhe um novo estilo. Passou a ser o símbolo duma nova geração militante em favor da paz e da solidariedade: os hippies. Para estes jovens cool não interessa vestir coisas elegantes e caras. A moda é a simplicidade.A ganga é muito prática na vida quotidiana. Nãoprecisa de ser passado a ferro. Pode até rolar-se com ele na relva, como no célebre festival de música de Woodstock (Estados Unidos), em 1969, que reuniu meio milhão de hippies de todo o mundo.

Para saber mais

Conquistou o mundo

Americano de origem, a calça de ganga é uma peça de roupa atrativa em todo o mundo, porque é um símbolo da maneira como se vive nos países livres. Durante muito tempo, foi proibido na Rússia e na Europa do Leste, porque, até 1990, eram inimigos dos Estados Unidos. Depois que os habitantes foram livres de adoptar o estilo de vida americano, a ganga tornou-se muito popular. Atualmente, a ganga continua a impor-se, sobretudo na Ásia. Na China, por exemplo, é a maneira de vestir nas grandes cidades. O único país onde não pode entrar é na Coreia do Norte, uma terrível ditadura, onde é proibido.

Irá passar de moda?

Embora não se possa prever o futuro, parece improvável que passe de moda, pois continua a vender-se cada vez mais, também nos países menos ricos. Nenhum par de calças poderá tornar-se certamente tão popular como este. Porém,a ganga terá de adaptar-se aos valores da nossa época como, por exemplo, a ecologia. É uma peça de roupa associada a uma certa imagem de liberdade, que não é compatível com a poluição que acompanha o seu fabrico. A próxima batalha será, sem dúvida, a ganga ecológica. Além disso, os consumidores estão cada vez mais sensíveis às condições desumanas em que se trabalha em algumas fábricas.

Marcações: Valores, EUA , Mundo, América, Trabalho, Jeans, Mão de obra, Levis

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

  • Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    A celebração de Sexta-Feira Santa é a mais original de todas as da Liturgia romana: Não há eucaristia. O silêncio, o jejum, a oração, as devoções tradicionais, sobretudo as que ajudam a meditar e orar o mistério da cruz, elemento central deste dia ... 

  • Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Com a missa da Ceia do Senhor começa o Tríduo Pascal da morte, sepultura e ressurreição do Senhor. São João dá-nos a chave de tudo o que vivemos: "Amou-nos até ao extremo". 

  • Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    A nossa proposta de reflexão de hoje centra-se nas milhares de pessoas que passam fome no mundo. Hoje propomos-te os números da fome no mundo. O que podemos nós fazer para inverter esta situação? 

  • O meu pai é o melhor do mundo!

    O meu pai é o melhor do mundo!

    É a maior frase feita do mundo, já sabemos. Infelizmente, contudo, nem toda a gente tem a felicidade de ter um pai tão fixe como os nossos. É por isso que hoje decidimos agradecer a todos os pais fixes do mundo. 

  • Como lidar com

    Como lidar com "bullies"?

    Se estás a ser vítima de "bullying", há muito que podes fazer. Enquanto táticas diferentes funcionam para pessoas diferentes, lembra-te que nunca estás sozinho.

  • Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos hospitais também há crianças e adolescentes. Os acidentes ou as doenças não escolhem idades. Vale a pena dialogar acerca do que é a vida no hospital.

  • Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Portugal tem sido um país de acolhimento de variadas culturas. Motivações económicas e políticas são as principais causas para muitas pessoas largarem aquilo que conhecem como casa, como lar. O que podemos aprender com estas histórias de vida?

  • 5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    Há mais de 100 anos que o dia 8 de março ficou conhecido como o Dia Internacional da Mulher. Ainda que tenha diferentes significados em vários pontos do globo, hoje é preciso fazer mais do que publicar uma foto com uma hashtag catita.

  • Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Segundo o relatório sobre a Liberdade Religiosa no mundo, a Fundação da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), 20% dos países do mundo não respeitam a liberdade religiosa.

  • O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    Hoje a nossa proposta de reflexão é a da liberdade dos vícios. São situações muito difíceis de gerir e às quais temos de ter um grande nível de empatia e compreensão. 

  • Sábado Santo: O dia do

    Sábado Santo: O dia do "nada"

    A celebração de Sábado Santo consiste em não ter celebrações. 

  • Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, no final de 2017, estavam deslocadas contra a sua vontade 68,5 milhões de pessoas em todo o mundo, em resultado de guerras, conflitos armados ou violação dos direitos humanos.