Felizmente há Natal - E paz na Terra (parte 3)

0
0
0
s2sdefault

Respondemos a perguntas relacionadas com o facto de Jesus, nascido em Belém, ser ao mesmo tempo Deus e homem. É um mistério de fé. Agora respondemos a outras questões. Diz o Evangelho que, na noite de Natal, os anjos cantavam dizendo: Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados? Então a paz não é para todos?

(Espreita aqui a parte 1 e a parte 2

Esta frase não exclui ninguém, pois Ele ama a todas as pessoas, sem distinções de raça, credo, condição social e religião. No seu coração cabe toda a gente. Os homens por Ele amados são todos, com uma preferência pelos que sofrem ou vivem tristes. A glória de Deus é que todas as pessoas sejam felizes, vivam em verdadeira paz, e tenham vida em abundância. Com a vinda de Jesus, ficamos a conhecer este projeto de Deus a nosso respeito. Felizes o que abrirem a porta a Jesus e se amarem como irmãos.

Se Jesus era uma personagem importante, por que é que nenhum dos grandes da terra se deu conta do seu nascimento?

Naquele tempo, as notícias não corriam como hoje. Contudo, sabia-se que estava para nascer uma pessoa importante. O próprio rei Herodes, que governava a Judeia às ordens do imperador romano, foi informado acerca das profecias da Bíblia. Nelas se dizia que o Messias iria nascer em Belém. Alguns sábios orientais, chamados Magos, observando os fenónemos do céu, deram-se conta do nascimento de Jesus. Por isso, puseram-se a caminho para o encontrar. Ajoelharam-se diante do menino, adoraram-no e ofereceram-lhe presentes. 

Por que é que os pastores foram os primeiros a adorar Jesus?

Pelo simples motivo que se encontravam relativamente perto do presépio. Mas esta resposta, aparantemente muito natural, esconde uma realidade mais importante. Naquele tempo, os pastores tinham má fama. Eram considerados como pessoas pouco religiosas, pois não frequentavam a sinagoga aos sábados nem faziam todos os rituais previstos na lei. Jesus quis mostrar-se em primeiro lugar precisamente aos últimos da sociedade, aos pobres, humildes, marginalizados.

De onde vem o costume de enfeitar a árvore de Natal? 

Este costume inspira-se numa lenda da Europa do Norte. Uma vez, uma criança foi ao bosque á procura de lenha para a lareira na noite de Natal. Entretanto, fez-se noite e ela perdeu-se. Acolheu-se então debaixo de um abeto verde e adormeceu. As folhas desceram até ao chão para a proteger. De manhã, quando acordou, ouviu as vozes das pessoas da aldeia que a procuravam. Todos ficaram muito felizes e quiseram perpetuar o acontecimento do abeto protector.

Quem inventou o presépio?

Foi S. Francisco de Assis. Em 1233, em Greccio, fez a primeira representação viva do nascimento de Jesus. Da representação ao vivo passou-se para as imagens. Este costume de utilizar pequenas imagens tem as suas raízes no tempo dos romanos, que representavam os seus antepassados com pequenas imagens de barro. A partir do século IV, os cristãos celebram neste dia a festa do nascimento de Jesus.

Igreja da Natividade

Esta velha igreja foi construída em Bélem no lugar onde Jesus nasceu. No dia do seu nascimento havia anjos nos céus a cantar a paz. Hoje, vemos soldados armados a vigiar os inimigos e prontos a disparar. Fruto dos acontecimentos em Isarel, o presidente da Câmara de Nazaré cancelou as celebrações de Natal.

Resultado de imagem para Church of the Nativity

Marcações: Família, Jesus , Deus, Paz, Conflito, Natal, Advento

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

  • Sophie Cruz: Construir famílias e não muros

    Sophie Cruz: Construir famílias e não muros

    Sophie Cruz é dada a conhecer ao mundo em 2015, quando na visita do Papa aos EUA, a pequenina corre para lhe dar um abraço. Entrega-lhe também uma carta sobre a história dos seus pais, imigrantes mexicanos à procura de lgalizar a sua situação.

  • Beato Pier Giorgio Frassatti: Sempre em

    Beato Pier Giorgio Frassatti: Sempre em "direção ao Alto"

    Pier Giorgio nasceu no seio de uma família muito rica, a 6 de abril de 1901. Filho do fundador do jornal La Stampa e de uma virtuosa pintora, foi com a mãe que Pier Giorgio absorveu o testemunho de fé e bons valores. 

  • Kay: a importância de cuidarmos de nós próprios.

    Kay: a importância de cuidarmos de nós próprios.

    Karolina é uma jovem polaca que vive atualmente em Inglaterra. Tem 26 anos, mas aos 13 começou um blog que mudou a sua vida. 

  • Músicas que desafiam:

    Músicas que desafiam: "Broken" dos Coldplay

    Nesta altura natalícia as rádios e plataformas de streaming tem sempre aquele conjunto de músicas habituais para esta época. Podemos hoje sugerir mais uma para a tua "playlist"?

  • Irmão Roger: um

    Irmão Roger: um "ponto de luz" num mundo em discórdia

    A vida do irmão Roger mistura-se com a história da própria comunidade de Taizé. 

  • Todos os amigos são eternos!

    Todos os amigos são eternos!

    Quantos amigos tens? Aqueles mesmo de confiança ... Um? Dois? Dez? Cada um tem uma relação diferente com os seus amigos: alguns fazem amigos todas as semanas,enquanto outros preservam as amizades de longa data e são mais reservados.

  • Bana Alabed:

    Bana Alabed: "Querido mundo, esta é a minha história"

    O testemunho de hoje chega-nos da Síria. Com apenas 7 anos, Bana Alabed criou uma conta Twitter com a ajuda da mãe, como uma forma de dar a conhecer a situação do seu país. 

  • Boyan Slat: o jovem que quer limpar os oceanos

    Boyan Slat: o jovem que quer limpar os oceanos

    Neste tempo em que nos preparamos para o Natal, queremos que conheças algumas pessoas que podem "influenciar" a tua vida. Já conheces o jovem Boyan Slat?

  • Escuta, Arrisca e Vive o Advento | Domingo I (Ano A)

    Escuta, Arrisca e Vive o Advento | Domingo I (Ano A)

    O Evangelho deste domingo desafia-nos a vigiar … estar atentos … É curioso como Jesus nos desafia a estarmos atentos e vigilantes, quando os nossos dias são sempre feitos a alta velocidade.

  • Pensa positivo!

    Pensa positivo!

    Já ouviste falar que os pensamentos negativos trazem uma vida negativa?

  • Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Domingo XXXIV do Tempo Comum

    Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Domingo XXXIV do Tempo Comum

    O Evangelho deste domingo é impressionante. É quase chocante a descrição – por um lado estão os que gritam e dão ordens a Jesus, os que se riem dele, os que não entendem nada de Deus, os que troçam “Se és rei, salva-te”. “Se salvou outros, que Se salve a si mesmo”.

  • Torna-te naquilo que acreditas!

    Torna-te naquilo que acreditas!

    Sabes quem é a Oprah? Bom, a Oprah é um género de prova viva de que se queres muito uma coisa e sabes sonhar então VAIS atingir! Como ela própria disse: “Cria a mais alta visão possível para a tua vida, porque te tornas aquilo em que acreditas”.