Felizmente há Natal - Como nós, mais do que nós (parte 2)

0
0
1
s2smodern

Os evangelistas contam o nascimento de Jesus sem muitos pormenores. Não pretendem satisfazer a nossa curiosidade, mas dizer que essa criança é Deus connosco. Respondemos a algumas perguntas.

(Não leste a parte 1? Aqui está)

Jesus existiu mesmo?

Jesus existiu realmente na Palestina há pouco mais de 2000 anos. Disso dão testemunho os seus amigos, que não tinham nenhum motivo para inventar uma história. Eles pagaram com a própria vida a fé em Jesus. Além disso, o seu nome aparece nos documentos de um historiador judeu da época de Jesus e de alguns seus colegas romanos. Há ainda muitos outros testemunhos da antiguidade. 

No tempo de Jesus não existiam os registos civis. Como é que se sabe que ele nasce em Belém?

Saber onde nasceu não tem, em si, muita importância. Mas S. Mateus, autor de um dos quatro evangelhos, diz exatamente que Jesus nasceu em Belém da Judeia. "Tendo Jesus nascido em Belém da Judeia, no tempo do rei Herodes" (Mt 2,1). S. Lucas afirma que José subiu à Judeia, à cidade de David chamada Belém, por ser da casa e da linhagem de David" (Lc 2,4). O profeta Miqueias tinha anunciado que o Messias deveria nascer em Belém. Em Belém, a pouca distância de Jersualém, venera-se hoje o lugar onde Jesus terá nascido. 

Os estudiosos dizem que Jesus nasceu precisamente no ano zero. Mas o que é o ano zero? Como se calcula?

Acerca do ano zero existe uma certa confusão. Simplificando, diremos que no tempo de Jesus, os anos contavam-se a partir da fundação de Roma. No século XV, a Igreja decretou que se passassem a contar os anos a partir do nascimento de Jesus, pois ele marcou a história do mundo. Encarregaram Dionísio, o pequeno, de fazer as contas. Ele calculou a data do nascimento de Jesus no ano 753 da fundação de Roma. E foi a partir deste cálculo que se estableceu o ano 1 da era cristã. Parece que este este monge se enganou nas contas. De facto, supõe-se que Jesus teria nascido por volta do ano 6 antes da nossa era. Se estamos hoje no ano 2017 depois de Cristo, ele terá nascido há 2023 anos.

Não percebo uma coisa. Jesus, sendo homem, é também verdadeiro Deus?

Esta é a sua qualidade principal. Se fosse simplesmente um homem como todos os outros, as suas obras e palavras seriam interessantes, mas nada mais que isso. Pelo contrário, ele deu muitas provas de ser verdadeiro Deus, o filho único de Deus. Era verdadeiramente homem, mas simultaneamente verdadeiro Deus. Depois de ter sido perseguido e morto, ressuscitou para nunca mais morrer. Os apóstolos, que o seguiram desde o início, tinham também dúvidas se ele era Deus connosco. Mas a ressurreição de Jesus e o envio do Espírito Santo mudou-lhes a opinião. Deram a vida pela sua fé. 

Mas então que "homem" era?

Jesus era como nós. Foi bebé, criança, jovem e adulto. Brincava com as outras crianças e com elas, frequentava a escola de Sinagoga. Não andou a fingir que era pessoa humana! Trata-se de um mistério que não é para perceber. Contudo, numa coisa era diferente de nós: nunca teve pecado. Embora fosse tentado, fez sempre a vontade de Deus Pai.

Marcações: Jesus , Deus, , Natal, Advento, Virgem Maria

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Escuta, Arrisca e ... Aventura-te!

    Depois de ter passado uma noite em oração e de ter escolhido os doze, Jesus encontra agora dois grupos de pessoas: numerosos discípulos e uma grande multidão. A multidão sente-se desorientada e procura Jesus por dois motivos: quer ouvir a sua Palavra e ser curada dos seus males.

  • "Tolkien": Uma viagem pela mente do criador de "O Senhor dos Anéis"

    A pergunta mais velha do mundo que se faz a qualquer mente criativa é: "Como é que surgiu esta ideia?". Pois este ano vamos poder conhecer uma das mais brilhantes mentes do século XX. 

  • Música: porque gostamos tanto dela?

    Música: porque gostamos tanto dela?

    Independentemente do teu estilo musical favorito, com uma coisa podemos concordar: ouvir música faz bem e deixa-nos felizes. Companheira de viagens, caminhadas e, para os mais sortudos, presente também na hora do trabalho, a música é algo que tem a capacidade de melhorar o nosso humor e, inclusive, fazer com que a nossa concentração melhore, mas já te perguntaste como é que isto é possível?

  • Will Smith em tons de azul - o novo trailer de

    Will Smith em tons de azul - o novo trailer de "Aladdin"

    Durante  a cerimónia dos Grammys 2019 foi divulgado um novo trailer do remake do filme "Aladdin" da Disney. 

  • Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Grammys: a noite em que o rap foi estrela

    Ontem à noite decorreu a 61ª edição dos prémios Grammy, que distingue o que de melhor se fez na música no ano que passou.

  • Escuta, Arrisca e ... Confia!

    Escuta, Arrisca e ... Confia!

    No Evangelho deste Domingo, Pedro tem um gesto de confiança: Pela tua palavra, porque és Tu a dizê-lo, para Te dar um prazer, por Ti … lanço as redes.

  • O capitalismo: O que é?

    O capitalismo: O que é?

    Provavelmente já ouviste algumas pessoas falarem sobre esta coisa chamada capitalismo. Se já ouviste os teus pais a reclamar sobre o capitalismo ou algum dos teus professores a abordar este assunto, hoje explicamos-te este tema de uma forma simples. 

  • Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Dia dos Namorados: 10 canções para dedicar

    Quer estejas a planear algo especial com o teu namorado(a) ou um jantar com as amigas, aqui vão algumas ideias.

  • Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Escuta, Arrisca e ... Conhece!

    Jesus está no início da sua vida pública. Na sinagoga de Nazaré lê uma citação do profeta Isaías e actualiza-a, aplicando o conteúdo da profecia a si mesmo e à sua missão.

  • A ansiedade nas palavras deles

    A ansiedade nas palavras deles

    Tem sido crescente a atenção dos media para as questões relacionadas com a saúde mental. Também algumas figuras públicas aproveitam o espaço que lhes é dado para falar destas questões e como as ultrapassaram. 

  • Porque é que os casais dão as mãos?

    Porque é que os casais dão as mãos?

    Quer estejas a ver um filme, a caminhar na rua, ou simplesmente dar uma volta, não há nada mais inato do que o ato de dar as mãos. Mas porque é que fazemos isso?  Há algo mais para além do conforto de estar com o teu mais que tudo?

  • O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    O #10YEARCHALLENGE que vale a pena ver!

    Toda a gente nas redes sociais participou no “Desafio dos 10 Anos”, a brincadeira que, basicamente, consiste em partilhar uma foto atual ao lado de uma de há 10 anos atrás para mostrar o quanto ou o quão pouco mudamos ao longo da última década, certo?