A adolescência: Porque me sinto assim?

0
0
0
s2sdefault

Estou cansado de tudo. Já nem sei quem sou e o que quero ser. Mas que estou eu a fazer aqui? 

 

Vamos lá ver: não te falta nada. No grupo de amigos da tua idade comportas-te de modo alegre e despretensioso. E eis que, de improviso, aparecem as crises de desconforto. Crises verdadeiras que fazem sofrer. São momentos de angústia, quase de parto, que extraem a adolescência da infância. Momentos de barulhenta alegria seguidos de solitária melancolia que fazem com que te perguntem: Que tens? Estás doente? 

Passa-se demasiado tempo para encontrar uma imagem de si próprio, para conseguir um visual agradável aos próprios olhos e aos dos outros. As crises desencadeiam-se com uma palavra pouco gentil, o confronto com um amigo. Vem então tudo ao de cima. Ponto e parágrafo! Precisas tempo para perceber que a procura deve partir de dentro: do próprio corpo, do próprio carácter, da própria inteligência e sensibilidade.

O grupo de amigos...

Não ter amigos é como uma borboleta não ter asas. Mas, no meio dos amigos, é uma borboleta que bate contra uma lâmpada acesa. Sabes que está a representar, que não é verdadeira e fazes coisas que não sente. Aborrece-te neles o que te aborrece dentro de ti próprio. E talvez não penses que também os teus amigos andam à procura da própria imagem, como tu.

Ainda que seja normal teres estas dúvidas e confrontos com amigos, não te isoles. Com os amigos aprendemos sempre. Tens é de escolher o grupo de amigos adequado: aqueles que te respeitam e admiram pela tua essência e não pelo que tens, vestes ou bebes. 

Quero ser adulto, mas não quero ser responsável...

É normal que, no meio deste turbilhão de emoções, sintas uma certa saudade do tempo em que eras criança, em que não exigiam tanto de ti. Mas depois, consoante algumas atitudes pensas logo Já não sou uma criança! 

Choverá mas não será o dilúvio. Com algumas portas batidas com força por uma parte, e com alguns maus fígados por outra, os teus pais descobrirão que a sua criança cresceu, e tu na altura certa saberás que chegou a altura de DAR e não receber. 

E é a praticares esse verbo que as crises começam a acalmar.

Marcações: Valores, Família, Amigos, Adolescentes, Pais, Discussão

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

  • Sophie Cruz: Construir famílias e não muros

    Sophie Cruz: Construir famílias e não muros

    Sophie Cruz é dada a conhecer ao mundo em 2015, quando na visita do Papa aos EUA, a pequenina corre para lhe dar um abraço. Entrega-lhe também uma carta sobre a história dos seus pais, imigrantes mexicanos à procura de lgalizar a sua situação.

  • Beato Pier Giorgio Frassatti: Sempre em

    Beato Pier Giorgio Frassatti: Sempre em "direção ao Alto"

    Pier Giorgio nasceu no seio de uma família muito rica, a 6 de abril de 1901. Filho do fundador do jornal La Stampa e de uma virtuosa pintora, foi com a mãe que Pier Giorgio absorveu o testemunho de fé e bons valores. 

  • Kay: a importância de cuidarmos de nós próprios.

    Kay: a importância de cuidarmos de nós próprios.

    Karolina é uma jovem polaca que vive atualmente em Inglaterra. Tem 26 anos, mas aos 13 começou um blog que mudou a sua vida. 

  • Músicas que desafiam:

    Músicas que desafiam: "Broken" dos Coldplay

    Nesta altura natalícia as rádios e plataformas de streaming tem sempre aquele conjunto de músicas habituais para esta época. Podemos hoje sugerir mais uma para a tua "playlist"?

  • Irmão Roger: um

    Irmão Roger: um "ponto de luz" num mundo em discórdia

    A vida do irmão Roger mistura-se com a história da própria comunidade de Taizé. 

  • Todos os amigos são eternos!

    Todos os amigos são eternos!

    Quantos amigos tens? Aqueles mesmo de confiança ... Um? Dois? Dez? Cada um tem uma relação diferente com os seus amigos: alguns fazem amigos todas as semanas,enquanto outros preservam as amizades de longa data e são mais reservados.

  • Bana Alabed:

    Bana Alabed: "Querido mundo, esta é a minha história"

    O testemunho de hoje chega-nos da Síria. Com apenas 7 anos, Bana Alabed criou uma conta Twitter com a ajuda da mãe, como uma forma de dar a conhecer a situação do seu país. 

  • Boyan Slat: o jovem que quer limpar os oceanos

    Boyan Slat: o jovem que quer limpar os oceanos

    Neste tempo em que nos preparamos para o Natal, queremos que conheças algumas pessoas que podem "influenciar" a tua vida. Já conheces o jovem Boyan Slat?

  • Escuta, Arrisca e Vive o Advento | Domingo I (Ano A)

    Escuta, Arrisca e Vive o Advento | Domingo I (Ano A)

    O Evangelho deste domingo desafia-nos a vigiar … estar atentos … É curioso como Jesus nos desafia a estarmos atentos e vigilantes, quando os nossos dias são sempre feitos a alta velocidade.

  • Pensa positivo!

    Pensa positivo!

    Já ouviste falar que os pensamentos negativos trazem uma vida negativa?

  • Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Domingo XXXIV do Tempo Comum

    Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Domingo XXXIV do Tempo Comum

    O Evangelho deste domingo é impressionante. É quase chocante a descrição – por um lado estão os que gritam e dão ordens a Jesus, os que se riem dele, os que não entendem nada de Deus, os que troçam “Se és rei, salva-te”. “Se salvou outros, que Se salve a si mesmo”.

  • Torna-te naquilo que acreditas!

    Torna-te naquilo que acreditas!

    Sabes quem é a Oprah? Bom, a Oprah é um género de prova viva de que se queres muito uma coisa e sabes sonhar então VAIS atingir! Como ela própria disse: “Cria a mais alta visão possível para a tua vida, porque te tornas aquilo em que acreditas”.