Domingos Sávio: A alegria de ser amigo

0
0
0
s2sdefault

Os jovens chegavam ao Oratório de Dom Bosco. Eram acolhidos por Domingos Sávio, que lhes dizia: "Nós aqui fazemos consistir a santidade em estar alegres".

No dia de S.Jão, a 24 de Junho de 1854, os jovens prepararam uma linda festa em honra de Dom Bosco, porque se chamava também João. No final, ele subiu ao palco e disse: 

- Gostei muito da festa que preparaste para mim.Para vos mostrar o meu agredecimento, irei dar-vos um presente. Cada qual escreve numa folha o que deseja receber, assina e coloca-o neste recipiente. Eles assim fizeram.

Quando já todos estavam a dormir, Dom Bosco foi ler os papelinhos. Um pedia um par de sapatos, outro uma camisa, outro ainda uma bola.. Pegou num que dizia "Ajude-me a ser santo". Assinava Domingos Sávio. Dom Bosco, no dia seguinte, perguntou-lhe:

-Queres mesmo que te ajude a ser santo?

-Sim Dom Bosco!

-Vou-te ensinar-te a receita: a + e + o. 

A de alegria, E de estudo e O de oração. Se a puseres em prática, serás santo em pouco tempo. E foi assim que Domingos Sávio passou a ser mais alegre, a ser mais aplicado no estudo e a rezar mais e melhor.

A sua obra-prima

Domingos Sávio, em 1856, fundou um grupo de jovens a que deu o nome de Companhia da Imaculada. Com a ajuda de Dom Bosco, redigiu os estatutos e convidou os melhores jovens a fazerem parte deste grupo. A companhia foi inaugurada no dia 8 de Dezembro de 1856.

Domingos procurava ajudar Dom Bosco a fazer do Oratório um lugar onde todos se sentissem felizes.

No ano seguinte, em 1857, Domingos começou a ficar doente. O médico sugeriu que fosse passar algum tempo em casa de seus pais, em Mondónio. Apesar de lhe custar muito deixar os amigos, aceitou. Infelizmente, apesar dos cuidados da família, a doença pulmonar foi-se agravando.

Morreu no dia 9 de Março de 1857, com 15 anos incompletos. O Papa Pio XII declarou-o santo no dia 12 de Julho de 1954.

Marcações: JOvens, Valores, Testemunho

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias