Escuta, Arrisca e Vive a Palavra | Domingo XXXIV do Tempo Comum

0
0
0
s2sdefault

O Evangelho deste domingo é impressionante. É quase chocante a descrição – por um lado estão os que gritam e dão ordens a Jesus, os que se riem dele, os que não entendem nada de Deus, os que troçam “Se és rei, salva-te”. “Se salvou outros, que Se salve a si mesmo”.

Por outro lado, dois condenados, a escória da sociedade, o que é preciso eliminar em defesa da sociedade. Dessa escória sai uma confissão de fé, um reconhecimento do Rei dos Judeus, daquele que pode salvar de verdade: “Lembra-te de mim quando estiveres no Teu reino”.

Todos troçam, apenas um crê.

Este rei salva os que procuram a salvação, os que creem, os que esperam, os que têm um coração bom, apesar de terem feito o que possam ter feito …

Um rei que reina a partir da cruz. Tudo o que este Rei pôs em marcha parte de um verbo: entregou a sua vida.

Onde alguém dá a sua vida sem nada em troca, aí está o reino de Deus.

Não sobra ao nosso mundo más pessoas, não … Mas talvez lhe faltem homens e mulheres bons que se deixem matar para que brilhe a verdade, a bondade, a graça de Deus.

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias