Fala-me Direito: O direito à não existência

0
0
1
s2smodern

O bebé Rodrigo nasceu no dia 7 de Outubro de 2019 com malformações: sem olhos, nariz e sem parte do crânio. Nas ecografias realizadas pela mãe numa clínica privada, não tinha sido detetada nenhuma deficiência ou problema por parte do médico obstetra.

Todos ouvimos falar do direito à vida, que se encontra previsto na Constituição. Nela pode ler-se “A vida humana é inviolável”. Mas o direito à vida não consiste só no direito a nascer, mas também no direito a viver e a não ser privado da vida, motivo pelo qual é proibida, no nosso país, a pena de morte.

Mas e o direito a não viver? Será que também temos esse direito de não existir?

Com o avanço da Medicina e da Ciência, foram descobertas muitas técnicas que permitem, hoje em dia, detetar problemas no feto e que nos permitem saber como é que este se está a desenvolver. Por esse motivo, sempre que um desses problemas não é detetado, como foi o caso do bebé Rodrigo, surge a questão da responsabilidade, da culpa.

A culpa é do médico? É dos outros profissionais que estão envolvidos? Ou é do hospital? 

Quando falamos neste tipo de malformações, aquelas que podiam ter sido detetadas na fase inicial da gravidez, surge logo no Direito a ligação a dois tipos de processos: wrongful life (vida indevida) e wrongful birth (nascimento indevido).

A ação de wrongful birth é iniciada pelos pais da criança que nasceu portadora de deficiências. Significa isto que houve um erro de diagnóstico, e que se os médicos tivessem cumprido o seu dever de informação e dado a conhecer aos pais esses problemas, eles teriam tido a possibilidade de interromper voluntariamente a gravidez, desde que dentro do tempo legal. Todos os médicos têm de cumprir o dever de informação para com os pais, e nestas situações ele acaba por ser violado.

Já as acções de wrongful life são intentadas pela própria criança, sempre representado legalmente por alguém adulto, normalmente os pais, onde, resumidamente, esta vai dar conta dos danos causados pelo seu nascimento. A criança entende que deve ser compensada por ter nascido com graves malformações já que, se o médico não tivesse sido negligente, ela não teria chegado a nascer, pois os pais teriam optado por interromper a gravidez. 

Assim, a criança defende que se podia ter prevenido uma vida indesejada: a sua. É o seu direito à não existência. 

Em França, por exemplo, a lei prevê a possibilidade de serem instauradas acções de wrongful birth, ou seja, pelos pais, mas já não pela criança. O mesmo já ocorreu no nosso país, em que tivemos uma situação onde o Tribunal veio a condenar o centro hospitalar por um erro deste género, dando razão aos pais.

Mas este não é um tema tão simples quanto isso: existem várias opiniões sobre estes processos, até porque estamos a falar de uma coisa tão complicada que é a vida e o ser humano!

Por esse motivo, muitos estudiosos são contra esse direito a não existir, até porque a verdade é que a lei não o prevê. E como não prevê, os investigadores defendem que ninguém pode ser indemnizado pela sua violação. Para essas pessoas, caso fosse permitido, isso significaria que estaríamos a preferir a morte a uma vida limitada, com deficiências, e isso nunca seria permitido, pois a vida está acima de tudo.

Não deixa de ser verdade, não achas? Talvez por isso seja um assunto tão sensível.

Marcações: Valores, Direitos, Saúde , Vida, Direito, Advogado, Criança

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Compromete-te!

    Compromete-te!

    Há coisas que não duram para sempre e a Motivação é um delas. Tomar banho também não, por isso recomenda-se diariamente.

  • Escolhe-te a ti!

    Escolhe-te a ti!

    Já reparaste na quantidade de pessoas com as quais te cruzas todos os dias? Experimenta multiplicar isso por…vamos dizer…70 anos! Incrível, não?!

  • "Anjos": a música que junta Carolina Deslandes e Diogo Piçarra

    Diogo Piçarra prepara-se para editar o seu novo disco - "South Side Boy" tem lançamento marcado para o dia 29 de novembro. Para antecipar o álbum, o músico revelou esta terça-feira, dia 12 de novembro, um novo single.

  • 8 curiosidades sobre o Mundo Animal

    8 curiosidades sobre o Mundo Animal

    Os animais são incríveis em vários sentidos: cada um tem uma característica única ou um hábito que os torna únicos e, às vezes, até incomuns. Algumas coisas são simples e corriqueiras, mas deixam claro que nem sempre conhecemos tudo daqueles que vemos com mais frequência.

  • Escuta, Arrisca e Vive a Palavra! | Domingo XXXII do Tempo Comum

    Escuta, Arrisca e Vive a Palavra! | Domingo XXXII do Tempo Comum

    Os saduceus são um grupo tradicionalista em Israel. Rejeitam tudo o que seja inovação religiosa. A tática que os saduceus para negar aquilo em que se recusam a acreditar é clássica: pôr a ridículo o que se receia ou o que se desconhece.

  • Qual é o teu sonho?

    Qual é o teu sonho?

    "Sabes o que são Abstrações? Abstrações são temas generalizados que podem ser resumidos em simples palavras.

  • Sophia de Mello Breyner: porquê conhece-la?

    Sophia de Mello Breyner: porquê conhece-la?

    Hoje celebra-se o centenário do nascimento da poetisa portuguesa Sophia de Mello Breyner. Já deves conhecê-la da escola, é autora de alguns livros que já deves ter ouvido falar - "A Fada Oriana", "O Cavaleiro da Dinamarca", "O Rapaz de Bronze". Porque é que os professores recomendam tanto a obra de Sophia de Mello Breyner?

  • Como posso dormir melhor?

    Como posso dormir melhor?

    Dormir é, certamente, uma das atividades fundamentais da nossa rotina. Uma boa noite de sono é vital para o bom funcionamento do organismo e atua de forma direta na nossa produtividade.

  • Qual é o teu

    Qual é o teu "porquê"?

    Quem de nós já sentiu uma necessidade enorme de procurar o sucesso, a aprovação e a validação fora de si mesmo? Todos, eu diria! E por vezes nem sabemos dar-lhe um nome!

  • QUIZZ: Consegues adivinhar estes filmes da Disney pela fotografia?

    QUIZZ: Consegues adivinhar estes filmes da Disney pela fotografia?

    És mesmo fã dos filmes Disney ou não passas de um "poser"? Faz já este quizz! 

  • As melhores séries do outono 2019

    As melhores séries do outono 2019

    Chega o Outono, o tempo começa a arrefecer ... Qual é o melhor remédio? Um bom serão de filmes e séries, claro! Netflix, Hulu, NBC, aqui vão sugestões de todas as plataformas, para todos os gostos.

  • Escuta, Arrisca e Vive a Palavra! | Domingo XXXI do Tempo COMUM

    Escuta, Arrisca e Vive a Palavra! | Domingo XXXI do Tempo COMUM

    No Evangelho deste fim de semana, conhecemos Zaqueu, um chefe dos publicanos de Jericó. Zaqueu tenta descobrir quem é Jesus.