Quem são os ditadores?

0
0
0
s2sdefault

Atualmente, há muitos ditadores a governar países, privando os cidadãos de toda a liberdade. As notícias encarregam-se de nos recordar esta triste realidade.

1. O que é um ditador?

Na China, não se pode navegar livremente na internet. No Irão, os jornalistas não podem escrever o que querem. Na Coreia do Norte, os cristãos não podem praticar a sua religião.
Estes países são ditaduras: um chefe ou um pequeno grupo de chefes possui todo o poder.
As ditaduras são o oposto das democracias, em que o povo escolhe os seus dirigentes através do voto.

2. Desde quando é que há ditadores?

Na Roma antiga, então democrática, o ditador era a pessoa em que o povo confiava todos os poderes em situação de crise. Mas Júlio César abusou e foi um dos primeiros ditadores, no sentido com que hoje se entende.
Depois da Segunda Guerra Mundial, existiram ditadores como Adolfo Hitler na Alemanha, Mussolini na Itália, Estaline na Rússia. Actualmente há dezenas de países com ditaduras.

3. Como é que um país se torna numa ditadura?

Adolfo Hitler chegou ao poder, quando a Alemanha tinha graves problemas económicos. Na China, Mao Zedong impôs-se, quando o seu país estava invadido pelo Japão.
É geralmente durante os períodos difíceis que os ditadores se instalam. Nessas situações, os habitantes têm tendência a não acreditar em ninguém. Estão desesperados e aceitam quem aparecer como salvador.

4. Como é que os ditadores permanecem no poder?

Na ditadura, o povo tem medo porque os ditadores vigiam toda a gente, prontos a prender ou a matar os seus opositores, ou a enviar o exército para esmagar qualquer revolta. Foi, por exemplo o que aconteceu em 1989, na praça de Tiananmen de Pequim.
Além disso, os ditadores manipulam o povo através dos meios de comunicação social, que são controlados pelo Estado.

5. Como é que as ditaduras acabam?

Por vezes, acontece que os povos conseguem libertar-se dos seus tiranos. Na primavera de 2011, os Tunisinos e os Egípcios expulsaram os seus ditadores, manifestando-se nas ruas e arriscando a sua vida.
Por vezes, há a intervenção de países estrangeiros, como aconteceu em 2003 no Iraque. Os Estados Unidos conseguiram derrubar Saddam Hussein.

6. Portugal pode tornar-se uma ditadura?

Não existe este perigo, pois a democracia está sólida. Além disso, pertencemos à União Europeia, na qual não há lugar para países que não respeitem os direitos dos cidadãos.
Contudo, esta nossa democracia não está garantida para sempre. Por isso, cada cidadão deve ser responsável, informando-se dos problemas do país e exercendo sempre o direito ao voto.

Marcações: Valores, Política, democracia, Liberdade, Pais, Ditadores

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

  • Gustavo Carona:

    Gustavo Carona: "O mundo precisa saber" que há um mundo por mudar

    Gustavo Carona é médico anestesista português. Com 39 anos, já esteve em mais de 10 missões humanitárias em todo o mundo, desde o Congo ao Afeganistão, Iémen ou Síria. "Não poso salvar o mundo, mas posso ser feliz a tentar", é o que nos diz num livro sobre algumas das suas aventuras. 

  • Final do ano: decisões e prioridades

    Final do ano: decisões e prioridades

    Estamos no último mês do ano. Começam-se a preparar as malas para a viagem de um novo ano, novinho em folha... Ou novinho na agenda do telemóvel. 

  • Asia Bibi: A coragem de acreditar!

    Asia Bibi: A coragem de acreditar!

    Em 2010, Asia Bibi foi condenada à morte por alegadamente ter insultado o profeta Maomé e o Islão durante uma discussão com colegas de trabalho; depois de passar nove anos numa solitária, a jovem acabou por ser posta em liberdade e mudou-se para o Canadá. 

  • Harry Styles: Já conheces a ilha de

    Harry Styles: Já conheces a ilha de "Edora"?

    Harry Styles tem neste momento uma campanha de marketing incrível, com vídeos, mensagens e músicas em toda a internet. A mais recente novidade é a da olha de "Eroda" ao largo da costa inglesa.

  • Escuta. Arrisca e Vive o Advento! | Domingo II (ANO A)

    Escuta. Arrisca e Vive o Advento! | Domingo II (ANO A)

    No segundo domingo do Advento, olhamos para Maria, uma jovem mulher visitada por um Anjo de Deus. Ainda que seja igual a nós, Maria é especial – está orientada para Deus e possui uma força maior que a nossa para saber distinguir o bem do mal. 

  • Sophie Cruz: Construir famílias e não muros

    Sophie Cruz: Construir famílias e não muros

    Sophie Cruz é dada a conhecer ao mundo em 2015, quando na visita do Papa aos EUA, a pequenina corre para lhe dar um abraço. Entrega-lhe também uma carta sobre a história dos seus pais, imigrantes mexicanos à procura de lgalizar a sua situação.

  • Beato Pier Giorgio Frassatti: Sempre em

    Beato Pier Giorgio Frassatti: Sempre em "direção ao Alto"

    Pier Giorgio nasceu no seio de uma família muito rica, a 6 de abril de 1901. Filho do fundador do jornal La Stampa e de uma virtuosa pintora, foi com a mãe que Pier Giorgio absorveu o testemunho de fé e bons valores. 

  • Kay: a importância de cuidarmos de nós próprios.

    Kay: a importância de cuidarmos de nós próprios.

    Karolina é uma jovem polaca que vive atualmente em Inglaterra. Tem 26 anos, mas aos 13 começou um blog que mudou a sua vida. 

  • Músicas que desafiam:

    Músicas que desafiam: "Broken" dos Coldplay

    Nesta altura natalícia as rádios e plataformas de streaming tem sempre aquele conjunto de músicas habituais para esta época. Podemos hoje sugerir mais uma para a tua "playlist"?

  • Irmão Roger: um

    Irmão Roger: um "ponto de luz" num mundo em discórdia

    A vida do irmão Roger mistura-se com a história da própria comunidade de Taizé. 

  • Todos os amigos são eternos!

    Todos os amigos são eternos!

    Quantos amigos tens? Aqueles mesmo de confiança ... Um? Dois? Dez? Cada um tem uma relação diferente com os seus amigos: alguns fazem amigos todas as semanas,enquanto outros preservam as amizades de longa data e são mais reservados.

  • Bana Alabed:

    Bana Alabed: "Querido mundo, esta é a minha história"

    O testemunho de hoje chega-nos da Síria. Com apenas 7 anos, Bana Alabed criou uma conta Twitter com a ajuda da mãe, como uma forma de dar a conhecer a situação do seu país.