Pegada de carbono: as cidades com piores resultados são estas

0
0
1
s2smodern

Os Estados Unidos abrigam três das dez principais cidades do mundo com as piores pegadas de carbono, segundo um novo estudo.

 Investigadores da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia reuniram dados sobre as emissões de carbono de 13.000 cidades em todo o mundo e construíram um mapa interativo dos resultados. Durante a pesquisa, descobriram que Nova Iorque, Los Angeles e Chicago tinham emissões de carbono extremamente altas.

Seul ficou em primeiro lugar, com uma produção de 276,1 toneladas métricas de dióxido de carbono por ano. Guangzhou, China, fica em segundo lugar, seguido por Nova Iorque; Hong Kong; Los Angeles; Xangai; Cingapura; Chicago; Tóquio / Yokohama, Japão; e Riade, Arábia Saudita.

This map built by researchers at the Norwegian University of Science and Technology show carbon emission levels for 13,000 cities worldwide.

De uma forma geral, as 100 principais cidades representaram cerca de 18% da pegada de carbono global do planeta, sendo as cidades e subúrbios mais ricos os maiores culpados. A boa notícia é que “isto significa que estes governos podem agir em conjunto e reduzir significativamente as pegadas de carbono totais nacionais”, disse Daniel Moran, autor principal do estudo, na divulgação do estudo. Mas a má notícia é que algumas das cidades mais ricas estão com assustadoramente altos níveis de emissões de carbono, enquanto os países mais pobres estão a sofrer mais com o aquecimento global.

É provável que as cidades com maior número de pessoas tenham uma pegada de carbono maior no geral, mas algumas áreas metropolitanas relativamente pequenas nos Estados Unidos ainda têm uma produção surpreendentemente alta. Miami, uma cidade de aproximadamente 5,5 milhões de habitantes, tem 21, por exemplo - é mais alta na lista do que Nova Déli, na Índia, uma cidade com mais de 20 milhões de habitantes.

Desde que o presidente Donald Trump anunciou o seu plano para sair do Acordo de Paris em junho de 2017, o futuro dos EUA parece um pouco sombrio no que toca à ecologia. O acordo - assinado pela primeira vez pelos EUA durante o governo Obama - pretendia combater a mudança climática fazendo com que as nações participantes reduzissem significativamente suas emissões de carbono (entre outras coisas).

Na época, os EUA assumiram reduzir as emissões dos gases responsáveis pelo efeito estufa até 2025. Enquanto os restantes países avançam para o Acordo de Paris, o governo Trump continua a retirar fundos da pesquisa climática - incluindo um corte de investimento num programa da NASA de 10 milhões de dólares por ano que monitoriza o fluxo de dióxido de carbono no planeta.

Por enquanto, cientistas continuam por descobrir a melhor forma de trabalha para reduzir as emissões. Mas mesmo o comum mortal tem o poder de controlar pelo menos um terço da sua pegada de carbono, segundo o estudo, o que significa que todos podem fazer a sua parte.

Marcações: Valores, Ecologia, Ambiente, Poluição, Reciclagem , Cidades, Pegada de carbono

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Filmes que Desafiam:

    Filmes que Desafiam: "Super Size Me"

    Durante um mês, numa tentativa de conhecer os danos causados pela fast-food, o realizador Morgan Spurlock só comeu apenas comida de um sítio: McDonald's.

  • Sínodo sobre os jovens - Vaticano apresenta guião de trabalho

    Sínodo sobre os jovens - Vaticano apresenta guião de trabalho

    Depois do questinário lançado online, surge hoje um documento de trabalho que reflete a realidade das respostas ao documento lançado pelo Vaticano. 

  • Mundial 2018 - A festa mexicana que fez a Terra tremer (literalmente) !

    Mundial 2018 - A festa mexicana que fez a Terra tremer (literalmente) !

    Quando se diz que o futebol mexe com as pessoas, não estamos a brincar: a comemoração do golo da seleção mexicana sobre a alemã, neste domingo (17), na estreia de ambas no Mundial, causou um mini-terremoto na Cidade do México!

  • Como é que os animais veem o mundo?

    Como é que os animais veem o mundo?

    Apesar da importância de todos os cinco sentidos, a visão tem um papel predominante. Mesmo que os animais, em geral, utilizem outras formas de interagir com o mundo, sempre fica a pergunta sobre como veem eles o mundo.

  • "Dumbo" - mais um filme Disney para veres este ano

    Há quem ache que a Disney não está a trazer nada de novo com as versões live-action de clássicos. Mas essas pessoas não são fixes.

  • Diabetes – Uma vida normal

    Diabetes – Uma vida normal

    “Não posso comer mais bolos senão ainda fico com Diabetes”. Provavelmente já ouviste esta frase antes e já sabes que a Diabetes é uma doença que faz com que os níveis de açúcar do sangue (glicémia) estejam acima do valor normal. 

  • Para lá da música:

    Para lá da música: "The Greatest Gift" de Sufjan Stevens

    Já passou quase meio ano desde que Stevens lançou The Greatest Gift. Um álbum que, à primeira vista, parecia um simples remake do seu grande trabalho Carrie & Lowell (2015), mas que trazia pelo meio algumas “pérolas” originais. Um desses originais é precisamente este The Greatest Gift, que dá nome ao álbum.

  • Viajar até Vénus? A NASA mostra!

    Viajar até Vénus? A NASA mostra!

    Marte tem sido o principal assunto quando se fala em exploração espacial. Apesar da distância, este planeta possui condições muito mais favoráveis do que Vénus, o que facilita o envio de sondas — e possivelmente até seres humanos, num futuro não tão distante.

  • 10 passos para estabelecer objetivos

    10 passos para estabelecer objetivos

    Alguém disse: “Se não sabes para onde vais, podes ir ter a qualquer outro sítio”. Os objetivos ajudam-nos a chegar onde queremos, a fazer o que queremos e a ser o que queremos. Estabelecer objetivos é uma das artes mais importantes para ser feliz. 

  • No século XXI, há um novo idioma no mundo

    No século XXI, há um novo idioma no mundo

    Um novo idioma foi recentemente descoberto na região da Malásia, chamado "Jedek". Falado por apenas cerca de 280 pessoas no mundo, foi documentado pelos linguistas Niclas Burenhult e Joanne Yager, da Universidade Lund, na Suécia, após uma vasta pesquisa de campo realizada na região peninsular que fica no norte do país.

  • Histórias para Crescer: O elefante e os cegos

    Histórias para Crescer: O elefante e os cegos

    Diz a lenda que numa cidade da Índia viviam sete sábios cegos. Como eram excelentes a aconselhar, todas as pessoas recorriam à sua ajuda quando tinham problemas. Apesar de serem amigos, havia uma certa rivalidade entre eles e discutiam frequentemente sobre quem seria o mais sábio.

  • Filmes que Desafiam:

    Filmes que Desafiam: "Selma"

    Esta semana recomendamos um filme que conta a história de Martin Luther King Jr.