Pegada de carbono: as cidades com piores resultados são estas

0
0
1
s2smodern

Os Estados Unidos abrigam três das dez principais cidades do mundo com as piores pegadas de carbono, segundo um novo estudo.

 Investigadores da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia reuniram dados sobre as emissões de carbono de 13.000 cidades em todo o mundo e construíram um mapa interativo dos resultados. Durante a pesquisa, descobriram que Nova Iorque, Los Angeles e Chicago tinham emissões de carbono extremamente altas.

Seul ficou em primeiro lugar, com uma produção de 276,1 toneladas métricas de dióxido de carbono por ano. Guangzhou, China, fica em segundo lugar, seguido por Nova Iorque; Hong Kong; Los Angeles; Xangai; Cingapura; Chicago; Tóquio / Yokohama, Japão; e Riade, Arábia Saudita.

This map built by researchers at the Norwegian University of Science and Technology show carbon emission levels for 13,000 cities worldwide.

De uma forma geral, as 100 principais cidades representaram cerca de 18% da pegada de carbono global do planeta, sendo as cidades e subúrbios mais ricos os maiores culpados. A boa notícia é que “isto significa que estes governos podem agir em conjunto e reduzir significativamente as pegadas de carbono totais nacionais”, disse Daniel Moran, autor principal do estudo, na divulgação do estudo. Mas a má notícia é que algumas das cidades mais ricas estão com assustadoramente altos níveis de emissões de carbono, enquanto os países mais pobres estão a sofrer mais com o aquecimento global.

É provável que as cidades com maior número de pessoas tenham uma pegada de carbono maior no geral, mas algumas áreas metropolitanas relativamente pequenas nos Estados Unidos ainda têm uma produção surpreendentemente alta. Miami, uma cidade de aproximadamente 5,5 milhões de habitantes, tem 21, por exemplo - é mais alta na lista do que Nova Déli, na Índia, uma cidade com mais de 20 milhões de habitantes.

Desde que o presidente Donald Trump anunciou o seu plano para sair do Acordo de Paris em junho de 2017, o futuro dos EUA parece um pouco sombrio no que toca à ecologia. O acordo - assinado pela primeira vez pelos EUA durante o governo Obama - pretendia combater a mudança climática fazendo com que as nações participantes reduzissem significativamente suas emissões de carbono (entre outras coisas).

Na época, os EUA assumiram reduzir as emissões dos gases responsáveis pelo efeito estufa até 2025. Enquanto os restantes países avançam para o Acordo de Paris, o governo Trump continua a retirar fundos da pesquisa climática - incluindo um corte de investimento num programa da NASA de 10 milhões de dólares por ano que monitoriza o fluxo de dióxido de carbono no planeta.

Por enquanto, cientistas continuam por descobrir a melhor forma de trabalha para reduzir as emissões. Mas mesmo o comum mortal tem o poder de controlar pelo menos um terço da sua pegada de carbono, segundo o estudo, o que significa que todos podem fazer a sua parte.

Marcações: Valores, Ecologia, Ambiente, Poluição, Reciclagem , Cidades, Pegada de carbono

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Como serão os raios-x de animais?

    Como serão os raios-x de animais?

    As imagens que vais ver a seguir consistem em radiografias que foram feitas pelo pessoal do Jardim Zoológico de Oregon, nos EUA, como parte dos exames de rotina aos animais que lá vivem. Como podes comprovar abaixo, além de reveladores — do ponto de vista científico e veterinário —, as imagens são mesmo fascinantes. 

  • 4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    A Festa do Cinema decorre até ao dia 24 de outubro (quarta-feira), com mais de 10 mil sessões em todo o país. Parece muito? Não sabes por onde começar? Nós damos uma ajuda. 

  • Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    As contradições da vida moderna encontram na obra de Pawel Kuczynski um lugar de destaque. Os temas que o artista aborda nos seus desenhos giram em torno da relação da humanidade com o mundo que a cerca — desde o vício das redes sociais às estratégias da TV para fisgar a audiência. 

  • 15 Factos matemáticos divertidos

    15 Factos matemáticos divertidos

    Quem disse que a Matemática é uma seca, não leu este artigo!

  • Filmes que Desafiam:

    Filmes que Desafiam: "Capitão Fantástico"

    O filme desta semana fala-nos da importância da família e da importância que as coisas simples tem na nossa vida. 

  • Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Um grupo de investigadores da Universidade de RMIT, na Austrália, criou um tipo de letra – a Sans Forgetica, e garante que a mesma é capaz de aumentar a capacidade de memorização.

  • Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Não adianta negar: um dos maiores pesadelos dos alunos são os trabalhos de casa. Muitas vezes questionam-se porque é que devem estudar ainda mais do que já estudam na escola, e ainda que esses questionamentos deem lugar à aceitação (ou quase) na adolescência e na fase adulta, a verdade é que sempre temos que rever em casa o conteúdo lecionado durante o dia.

  • As marcas mais poderosas do mundo

    As marcas mais poderosas do mundo

    A Interbrand é uma importante consultora de marcas e todos os anos avalia as marcas mais poderosas. Já é conhecida a lista deste ano, sabes quais são?

  • Porquê adotar um cão?

    Porquê adotar um cão?

    São cada vez mais os adeptos da adoção de cães em vez de compra. Para além de "salvar" a vida do companheiro de 4 patas, o custo é irrisório quando comparado aos preços praticados por lojas de animais. 

  • Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    O Evangelho desta semana conta-nos uma história que te deve ser conhecida.

  • #respectbattles - a música como

    #respectbattles - a música como "arma" do respeito

    Podemos não concordar com os pontos de vistam, com as opções de vida que algumas pessoas ao nosso redor tomam. Mas se há algo que é obrigatório (e que vemos a desvanecer-se aos poucos) é o respeito pelo outro. A APAV não ficou indiferente e criou uma campanha original.

  • Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Se há algo muito debatido nos dias de hoje, são as regras de beleza, às quais muitos tentam corresponder. Mas sabias que nem sempre foi assim?