Seca em Portugal - O que podemos nós fazer?

0
0
1
s2smodern

Como já deves ter reparado, este ano tem sido muito difícil para os recursos natrurais portugueses. Perdemos grande parte da área verde com os incêndios, desde o início do ano 2017 que pouco ou nada choveu e as temperaturas chegaram até outubro.

(na imagem: barragem do Vergancinho no passado dia 11 de novembro)

Depois dos incêndios, há um grande problema no nosso país - a seca. Os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) dizem que cerca de 81% do país estava em seca severa e 7,4% em seca extrema a 30 de Setembro.

Em Outubro o cenário piorou: no final do mês, todo o território continental encontrava-se em situação de seca severa (24,8%) e extrema (75,2%). Tudo porque choveu 30% do valor normal. Foi o mês de Outubro mais quente dos últimos 87 anos, ou seja, desde que há registos (1931), com um valor médio da temperatura média do ar cerca de 3 °C acima do valor normal.

Agricultura, o setor mais afetado 

Em Portugal, agricultura é o sector que mais consome água. Mas o cenário não ajuda - os campos estão secos, sem pastagens, e os alimentos para os animais escasseiam. Os produtores pecuários temem que as rações e palha não sejam suficientes. Como as chuvas de Outono nunca chegaram, as produções do próximo ano estão a ser afectadas, como conta o Observador. Até agora, é garantido que 2018 terá menos cerejas, amêndoas e azeitonas. E se a chuva não tardar, vai faltar o milho e o arroz agulha nacional, porque não chegam sequer a ser semeados.

De uma forma geral, os legumes e a fruta deste 2017 estão a ser caracterizados pelos produtores como sendo anões em comparação com as outras colheitas.  Os frutos secos de Natal sofreram quer pela seca quer pelos incêndios; sobretudo os pinhões, que em circunstâncias normais vão ter um preço elevado, e hoje podem chegar aos 100 euros por quilo.

E nós? Que podemos fazer?

Em algumas situações do país já há camiões a abastecer a rede pública, como é o caso de Viseu. E se na capital, a seca pouco se sente; a Câmara Municipal, anunciou medidas para reduzir o consumo de água em fontes e na rega de jardins, poupando a Barragem de Castelo de Bode, cuja água é bebida pelos lisboetas.

Como podemos poupar água? São passos pequenos que podemos todos aplicar. 

  • Usa só as máquinas de lavar quando estiverem cheias;
  • Aproveitar a água usada sempre que possível (por exemplo fazer uma bacia com água para passar a loouça suja antes de ir para a máquina)
  • Fechar a torneira ou o chuveiro quando não estás a precisar dele.

 

Marcações: Ambiente, Incêndios,, Terra, Alimentação, Seca, Calor, Alimentos, Poupar

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • Como serão os raios-x de animais?

    Como serão os raios-x de animais?

    As imagens que vais ver a seguir consistem em radiografias que foram feitas pelo pessoal do Jardim Zoológico de Oregon, nos EUA, como parte dos exames de rotina aos animais que lá vivem. Como podes comprovar abaixo, além de reveladores — do ponto de vista científico e veterinário —, as imagens são mesmo fascinantes. 

  • 4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    4 Filmes para veres a 2,50 euros na Festa do Cinema

    A Festa do Cinema decorre até ao dia 24 de outubro (quarta-feira), com mais de 10 mil sessões em todo o país. Parece muito? Não sabes por onde começar? Nós damos uma ajuda. 

  • Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    Pawel Kuczynski: Ilustrações que desafiam

    As contradições da vida moderna encontram na obra de Pawel Kuczynski um lugar de destaque. Os temas que o artista aborda nos seus desenhos giram em torno da relação da humanidade com o mundo que a cerca — desde o vício das redes sociais às estratégias da TV para fisgar a audiência. 

  • 15 Factos matemáticos divertidos

    15 Factos matemáticos divertidos

    Quem disse que a Matemática é uma seca, não leu este artigo!

  • Filmes que Desafiam:

    Filmes que Desafiam: "Capitão Fantástico"

    O filme desta semana fala-nos da importância da família e da importância que as coisas simples tem na nossa vida. 

  • Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Sans Forgetica: o novo tipo de letra que ajuda a memorizar o que escreves

    Um grupo de investigadores da Universidade de RMIT, na Austrália, criou um tipo de letra – a Sans Forgetica, e garante que a mesma é capaz de aumentar a capacidade de memorização.

  • Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Quem é que inventou os TPC? São mesmo precisos?

    Não adianta negar: um dos maiores pesadelos dos alunos são os trabalhos de casa. Muitas vezes questionam-se porque é que devem estudar ainda mais do que já estudam na escola, e ainda que esses questionamentos deem lugar à aceitação (ou quase) na adolescência e na fase adulta, a verdade é que sempre temos que rever em casa o conteúdo lecionado durante o dia.

  • As marcas mais poderosas do mundo

    As marcas mais poderosas do mundo

    A Interbrand é uma importante consultora de marcas e todos os anos avalia as marcas mais poderosas. Já é conhecida a lista deste ano, sabes quais são?

  • Porquê adotar um cão?

    Porquê adotar um cão?

    São cada vez mais os adeptos da adoção de cães em vez de compra. Para além de "salvar" a vida do companheiro de 4 patas, o custo é irrisório quando comparado aos preços praticados por lojas de animais. 

  • Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    Escuta, Arrisca e ... Simpatiza!

    O Evangelho desta semana conta-nos uma história que te deve ser conhecida.

  • #respectbattles - a música como

    #respectbattles - a música como "arma" do respeito

    Podemos não concordar com os pontos de vistam, com as opções de vida que algumas pessoas ao nosso redor tomam. Mas se há algo que é obrigatório (e que vemos a desvanecer-se aos poucos) é o respeito pelo outro. A APAV não ficou indiferente e criou uma campanha original.

  • Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Os padrões de beleza ao longo do tempo

    Se há algo muito debatido nos dias de hoje, são as regras de beleza, às quais muitos tentam corresponder. Mas sabias que nem sempre foi assim?