2 de agosto de 2017: a Terra atingiu o seu "plafond"

0
0
0
s2sdefault

Ok, vamos lá tentar dar algum sentido a isto. Imagina que a Terra tinha um orçamento anual, não constituído por dinheiro mas por recursos naturais. Hoje é o dia em que esse orçamento anual para 2017 se gastou.

É como se tivesses chegado ao dia 20 do mês e já tivesses gasto a mesada que devia dar até dia 30….bem a esticaste mas os jantares com a malta levaram a melhor.

Então e agora?

Perguntas tu, se este assunto te diz alguma coisa. A primeira opção seria não gastarmos mais nada até ao final do ano, aquele dia 31 de dezembro que está a 5 meses de distância. Acho que não vai acontecer. Aliás, é impossível que aconteça. Tinhas que passar os próximos tempos em casa sem fazer nada, NADA!

Resta-nos a segunda opção: recorrer ao cartão de crédito ambiental! Ou seja, começar a usar recursos dos anos futuros. (Pai… preciso que me dês mais dinheiro para este mês, ou então já a mesada do mês que vem). Esta parece ser a solução no imediato, mas já percebeste que levanta algumas questões a longo prazo. Se fizermos isto todos os anos… chegará o tempo em que não haverá mais para gastar. É quando o nosso plafond do cartão de crédito chega ao fim, ou quando os teus pais dizem que já não te dão mais dinheiro e te dão uma lição sobre a poupança e como os tempos já foram muito mais difíceis e todos eram ensinados a poupar desde pequenos...#boring

Mas o problema não fica por aqui. Parece que já andamos a recorrer ao cartão de crédito há vários anos, dizem os especialistas que desde 1970 gastamos mais recursos do que devíamos. E mais: cada ano gastamo-los mais depressa.

No ano passado atingimos o overshoot day a 8 de agosto, este ano conseguimos a proeza de ser ainda melhores! #sqn

Agora aterrando com os dois pés no chão: Se a partir de hoje estamos a entrar no uso não sustentável de recursos alguma coisa vai mal, muito mal. Eu sei o quê, tu também sabes, todos o sabemos, mas continuamos por aqui a fazer exatamente o mesmo.

Eu posso fazer alguma coisa, tu também, todos podemos melhorar um pouco. É o tal cuidado da casa comum que o Papa Francisco nos fala.

Que tal se o teu grupo de amigos se lançasse num projeto ambiental? Estás de férias, tens tempo, puxa pela cabeça e pensa no que poderias fazer para ser um cidadão ativo ambientalmente. Uma boa parte das ideias sobre sustentabilidade tem vindo da cabeça dos jovens, quem sabe não terás tu a próxima grande ideia! Ou melhor ainda, terás na tua cabeça o ideal de tornar a nossa vida na Terra sustentável.

Muitas vezes boas decisões são melhores que boas ideias!

Marcações: Ciência, Ambiente, Terra

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

  • Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    A celebração de Sexta-Feira Santa é a mais original de todas as da Liturgia romana: Não há eucaristia. O silêncio, o jejum, a oração, as devoções tradicionais, sobretudo as que ajudam a meditar e orar o mistério da cruz, elemento central deste dia ... 

  • Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Com a missa da Ceia do Senhor começa o Tríduo Pascal da morte, sepultura e ressurreição do Senhor. São João dá-nos a chave de tudo o que vivemos: "Amou-nos até ao extremo". 

  • Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    A nossa proposta de reflexão de hoje centra-se nas milhares de pessoas que passam fome no mundo. Hoje propomos-te os números da fome no mundo. O que podemos nós fazer para inverter esta situação? 

  • O meu pai é o melhor do mundo!

    O meu pai é o melhor do mundo!

    É a maior frase feita do mundo, já sabemos. Infelizmente, contudo, nem toda a gente tem a felicidade de ter um pai tão fixe como os nossos. É por isso que hoje decidimos agradecer a todos os pais fixes do mundo. 

  • Como lidar com

    Como lidar com "bullies"?

    Se estás a ser vítima de "bullying", há muito que podes fazer. Enquanto táticas diferentes funcionam para pessoas diferentes, lembra-te que nunca estás sozinho.

  • Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos hospitais também há crianças e adolescentes. Os acidentes ou as doenças não escolhem idades. Vale a pena dialogar acerca do que é a vida no hospital.

  • Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Portugal tem sido um país de acolhimento de variadas culturas. Motivações económicas e políticas são as principais causas para muitas pessoas largarem aquilo que conhecem como casa, como lar. O que podemos aprender com estas histórias de vida?

  • 5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    Há mais de 100 anos que o dia 8 de março ficou conhecido como o Dia Internacional da Mulher. Ainda que tenha diferentes significados em vários pontos do globo, hoje é preciso fazer mais do que publicar uma foto com uma hashtag catita.

  • Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Segundo o relatório sobre a Liberdade Religiosa no mundo, a Fundação da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), 20% dos países do mundo não respeitam a liberdade religiosa.

  • O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    Hoje a nossa proposta de reflexão é a da liberdade dos vícios. São situações muito difíceis de gerir e às quais temos de ter um grande nível de empatia e compreensão. 

  • Sábado Santo: O dia do

    Sábado Santo: O dia do "nada"

    A celebração de Sábado Santo consiste em não ter celebrações. 

  • Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, no final de 2017, estavam deslocadas contra a sua vontade 68,5 milhões de pessoas em todo o mundo, em resultado de guerras, conflitos armados ou violação dos direitos humanos.