Uma floresta aquática da Idade do Gelo - uma descoberta "fresquinha"

0
0
1
s2smodern

Bem sabemos a que velocidade a degradação do nosso planeta caminha. É muito difícil imaginar um sítio que ainda não tenha sido tocada pelo Homem. Mas no México conseguiram encontrar um lugar preservado há mais de 60 mil anos.

 

Um grupo de investigadores descobriu uma antiga floresta subaquática no Golfo do México. Com origem na Era do Gelo há mais de 60 mil anos, a floresta de ciprestes já respirou dióxido de carbono acima da superfície da água, como qualquer outro. Há muito tempo, o nível do mar era aproximadamente 400 pés mais baixo do que agora, e a floresta é cada vez mais relevante para os pesquisadores, considerando que o nosso planeta está sendo inundado com o aumento do nível do mar causado pela mudança climática.

Imagem: Youtube

Os dados satelitais da NASA mostram que os níveis do mar em todo o mundo aumentaram consistentemente desde 1993, graças ao aquecimento global, e prevê-se que o futuro fará com que 760 milhões de pessoas estejam desabrigadas. De acordo com uma página do Reddit, Ask me Anything (AMA), os investigadores desta descobresta disseram ter encontrado um tesouro de informações sobre a História Antiga da Terra. 

A parte fixe desta descoberta é que Ben Raines, cineasta documental e repórter ambiental, encontrava-se perto do local enquanto passava férias e considerava a ideia de fazer mergulho. O dono da loja de mergulho fê-lo entrar em contacto com os investigadores e temos agora o documentário The Underwater Forest:

 

Esta investigação pode ser única no mundo, uma vez que se considera que seja a última floresta submersa da Idade do Gelo. Embora os ciprestes (família dos pinheiros) se decomponham em 10 mil anos, Delong, um dos investigadores explicou no Reddit que os sedimentos de baixo oxigénio podem ter impedido as bactérias de quebrarem a madeira debaixo de água. "Este sítio foi um pântano de águas remotas, onde a água e os sedimentos têm pouco ou nenhum oxigénio. Ora, sem oxigénio não há decomposição", explica a cientista. 

Imagem: Youtube

 E vida humana? Encontraram sinais? Para já não, mas estas árvores são uma verdadeira cápsula do tempo. "Parece que o tempo não passou por elas!", pode ouvir-se no vídeo. 

Marcações: Ciência, Ambiente

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias