Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Notice: Trying to access array offset on value of type int in /home/www/html/templates/yoo_bento/warp/src/Warp/Config/Repository.php on line 243

Anne Frank - 70 anos do diário mais famoso do mundo

0
0
0
s2sdefault

Viveu durante a segunda guerra mundial. Perseguida  por ser judia foi encerrada num campo de concentração e aí morreu com apenas 15 anos. Recordar a sua breve vida é evocar a memória dos seis milhões de inocentes que foram assassinados simplesmente porque eram judeus. No momento em que se celebra os 70 anos da primeira edição do seu diário, contamos-te a sua história:

Uma família no horror da guerra

Nasceu a 12 de Junho de 1929 em Frankfurt, na Alemanha. Os pais, Otto e Edith, eram descentes da famílias judias. Em 1933, tinha 4 anos, o partido nazi, liderado por Adolf Hitler, ganhou as edições e tornou-se num terrível ditador. Hitler podia fazer o que quisesse e ninguém se atrevia a criticá-lo. Impôs na Alemanha uma ideologia chamada nazismo. O seu partido odiava os judeus.  Os nazis pensavam que a sua raça, a raça ariana, era superior às outras. Por isso, culpavam os judeus de tudo o que de mau acontecia na Alemanha. Começaram as perseguições aos judeus.

As coisas começaram a ficar tão difíceis para os judeus que a família Frank decidiu mudar-se para Amesterdão. Entretanto, na Alemanha os nazis continuavam a cometer atrocidades contra os judeus. Estes tinham de entregar ao governo todo o ouro e prata que possuíssem, e andar com uma estrela amarela cosida á roupa, bem visível. Contudo, Hitler não se conformou em limitar o horror à sua pátria. Por isso, em 1939 invadiu a Pólonia.

A Inglaterra reagiu, pondo-se do lado dos polacos e declarando guerra á Alemanha. Os franceses aliaram-se aos ingleses. Começou assim a Segunda Guerra Mundial. Embora inquietos, Anne e a família conservavam a esperança de que a Holanda não se visse misturada no conflito. No entanto, começaram a sentir-se angustiados quando Hitler invadiu a Dinamarca e a Noruega.

A 4 de Agosto de 1944, um oficial nazis armado supreendeu-os no esconderijo da família. Quando abandonou o seu quarto, Anne deixou as folhas soltas do seu diário espalhadas pelo chão. Levaram-nos para o campo de concentração de Westerbock. Passado três meses meteram-nos de novo num comboio, rumo ao campo de concentração de Auschwitz. Separados, o inferno que viveram era inexplicável. Não havia higiene e as epidemias multiplicavam-se. Anne e a irmã terminaram por morrer no campo de concentração, doentes. O único sobrevivente da família foi o pai, que fez os maiores esforços por publicar o seu diário.

capa annefrank

Um dos diários mais famosos do mundo 

No dia em que celebrou 13 anos, Anne recebeu uma montanha de presentes, entre eles um diário com uma capa de quadrados vermelhos e cinzentos, e que se tornou na sua Kitty. Passou a contar-lhe todos os segredos, os sentimentos mais íntimos, como se fosse a sua melhor amiga. Precisava de contar à Kitty o que pensava e o que sentia. Quando se sentava à secretaria, não estava para ningúem. 

75 anos depois da primeira memória escrita, assim como 70 anos depois da primeira edição, a Porto Editora lança uma nova edição deste dário em Banda Desenhada, com ilustrações de David Polonsky. 

Se gostas deste tema e gostarias de conhecer ao pormenor aquilo que mais de seis milhões de judeus sofreram, este livro é uma boa oportunidade!

Marcações: Livros, Holanda, Alemanha, II Guerra Mundial, Hitler, Anne Frank, Nazismo

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

  • Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    Sexta-Feira Santa: O dia do silêncio

    A celebração de Sexta-Feira Santa é a mais original de todas as da Liturgia romana: Não há eucaristia. O silêncio, o jejum, a oração, as devoções tradicionais, sobretudo as que ajudam a meditar e orar o mistério da cruz, elemento central deste dia ... 

  • Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Quinta-Feira Santa: A melhor lição de Jesus

    Com a missa da Ceia do Senhor começa o Tríduo Pascal da morte, sepultura e ressurreição do Senhor. São João dá-nos a chave de tudo o que vivemos: "Amou-nos até ao extremo". 

  • Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    Nos passos de Jesus: A fome no mundo

    A nossa proposta de reflexão de hoje centra-se nas milhares de pessoas que passam fome no mundo. Hoje propomos-te os números da fome no mundo. O que podemos nós fazer para inverter esta situação? 

  • O meu pai é o melhor do mundo!

    O meu pai é o melhor do mundo!

    É a maior frase feita do mundo, já sabemos. Infelizmente, contudo, nem toda a gente tem a felicidade de ter um pai tão fixe como os nossos. É por isso que hoje decidimos agradecer a todos os pais fixes do mundo. 

  • Como lidar com

    Como lidar com "bullies"?

    Se estás a ser vítima de "bullying", há muito que podes fazer. Enquanto táticas diferentes funcionam para pessoas diferentes, lembra-te que nunca estás sozinho.

  • Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos passos de Jesus: A vida no Hospital

    Nos hospitais também há crianças e adolescentes. Os acidentes ou as doenças não escolhem idades. Vale a pena dialogar acerca do que é a vida no hospital.

  • Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Imigrantes: o que posso aprender com eles?

    Portugal tem sido um país de acolhimento de variadas culturas. Motivações económicas e políticas são as principais causas para muitas pessoas largarem aquilo que conhecem como casa, como lar. O que podemos aprender com estas histórias de vida?

  • 5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    5 factos sobre o Dia Internacional da Mulher

    Há mais de 100 anos que o dia 8 de março ficou conhecido como o Dia Internacional da Mulher. Ainda que tenha diferentes significados em vários pontos do globo, hoje é preciso fazer mais do que publicar uma foto com uma hashtag catita.

  • Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Nos passos de Jesus: perseguidos pela fé

    Segundo o relatório sobre a Liberdade Religiosa no mundo, a Fundação da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), 20% dos países do mundo não respeitam a liberdade religiosa.

  • O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    O meu amigo está a experimentar drogas, o que posso fazer?

    Hoje a nossa proposta de reflexão é a da liberdade dos vícios. São situações muito difíceis de gerir e às quais temos de ter um grande nível de empatia e compreensão. 

  • Sábado Santo: O dia do

    Sábado Santo: O dia do "nada"

    A celebração de Sábado Santo consiste em não ter celebrações. 

  • Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Nos passos de Jesus: O que posso fazer pelos refugiados?

    Segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, no final de 2017, estavam deslocadas contra a sua vontade 68,5 milhões de pessoas em todo o mundo, em resultado de guerras, conflitos armados ou violação dos direitos humanos.