Os dias difíceis da Venezuela

0
0
1
s2smodern

O socialismo do século XXI é um termo político muito usado para descrever uma interpretação muito própria dos princípios socialistas, por parte do ex-presidente da Venezuela, Hugo Chávez. A verdade é que, na altura, ninguém entendia muito bem o que é que ele queria dizer, mas hoje em dia os venezuelanos sofrem as consequências de um modelo político que foi vendido como a solução ideal para alcançar a igualdade das classes sociais.

 

Frases como Ser rico é mau, é desumano e insultos públicos para com aqueles que pensam diferente têm sido expressas nos últimos 18 anos, criando um ambiente hostil onde venezuelanos lutam até à morte por divergências políticas. Baseado num sistema de educação gratuita a partir de 1870, o socialismo do século XXI abriu novas escolas, para que aqueles que não contam com recursos financeiros possam estudar, mas tudo a um custo elevado, doutrinando jovens com princípios socialistas, eliminando, assim, a diversidade de pensamentos. Então, certamente isto será igualdade, igualdade de pensamento.       

O socialismo do século XXI, também ofereceu igualdade económica. É por isso que em 2003, o ex-presidente Chávez criou um controlo de câmbio, sob o pretexto de evitar a fuga de capitais e fortalecer a economia venezuelana. Mas isso significa que ninguém na Venezuela pode mudar bolívares (Bs -moeda venezuelana) de dólares em qualquer banco como é feito em qualquer outro país. A partir daqui o Estado era responsável por decidir qual empresa ou pessoa é que pode obter uma certa quantidade de divisas para importar mercadorias no país ou para viajar. Por muitos anos, o governo estabeleceu uma taxa de câmbio fixa, um dos últimos foi Bs. 1.000 por dólar, mas os venezuelanos podem facilmente obter essas moedas, para poder viajar ou importar alguma coisa? A resposta é não. E o que acontece numa economia onde existe um controlo tão restrito? Sem dúvida alguma que nasce o mercado negro, onde a taxa de câmbio é variável e desta vez a taxa é de Bs 7.100 por dólar. Então aquí entendes que podes pertencer a um de dois grupos. Em primeiro lugar, o Estado pode adquirir moeda estrangeira para Bs. 1.000 e revendê-los no mercado negro a Bs. 7.100 ou o segundo grupo, que são venezuelanos comuns que ganham um salário mínimo mensal de Bs. 200.000 ou US $ 28,16 . 

Criar leis para regular os preços dos alimentos, a nacionalização de empresas produtoras de alimentos, eletricidade e água causaram a pior escassez de produtos e serviços que já existiam na Venezuela. Quando um país regula os preços dos alimentos, duas coisas acontecem: o primeiro é que quando se coloca preços tão baixos, a procura cresce de tal forma que toda a gente quer comprar, mas a oferta diminui, porque o custo de produção é muito maior do que o preço de venda, pelo que rápidamente se esgotam os stocks. Foi assim que começou o racionamento de alimentos na Venezuela, onde apenas se podia comprar comida duas vezes por semana. Dependendo do último número do nosso bilhete de identidade, os venezuelanos sabiam que dia era o de ir às compras, muito semelhante ao modelo aplicado em Cuba. Para que possas perceber aquilo que estou a dizer, há alguns meses atrás eu fui a uma farmácia para comprar uma escova de dentes, porque estava na hora de a trocar, mas quando chego à caixa para pagar, dizem-me que não posso levar a escova de dentes.

Quando eu perguntei porquê, uma vez que as escovas de dentes não são um bem regulado pelo Estado, explicaram-me que as escovas tornaram-se um bem regulamentado precisamente nesse dia, sendo que só quem tinha o último número de bilhete de identidade 5 ou 6 é que podia comprar. O meu termina em 2.  Eu tive que sair sem a escova, mas com uma grande indignação. O mesmo vale para o leite, arroz, farinha, massas, entre outras. Hoje, este método é usado apenas em alguns estabelecimentos comerciais porque quase não existem bens regulados pelo Estado, e as pessoas não têm outra alternativa senão ir ao mercado negro comprar alimentos que custam até três vezes mais do que no supermercado.

Ter o controlo de tudo transformou este governo poderoso, tendo a possibilidade de decidir a vida dos venezuelanos, até mesmo as escovas de dentes que podem usar. Ataca-se aqueles que pensam de uma forma diferente, forçando a que todos pensem de forma igual, tornando-os em seres económicamente dependentes e conformistas, porque não há tempo para pensar no futuro quando há tantos problemas no presente. É assim que funciona a igualdade socialista na Venezuela – tira a capacidade de sonhar de milhões, para manter no poder um pequeno grupo.

 

Marcações: Política, Venezuela, Atualidade

0
0
1
s2smodern

Últimas Notícias

  • 4 filmes para ver no Dia do Pai

    4 filmes para ver no Dia do Pai

    No Dia do Pai, nada melhor que um "serão cinematográfico" para celebrar todo o amor que recebes do teu pai. Deixamos-te algumas sugestões de filmes para veres neste dia especial.

  • Mindfulness: Como é que nos pode ajudar na escola?

    Mindfulness: Como é que nos pode ajudar na escola?

    Já muito se diz sobre o quão acelerados são os tempos em que vivemos. Além da distração,os mesmos aumentam os níveis de stress e ansiedade. Neste sentido, investigadores do Reino Unido debruçaram-se sobre como a meditação e o mindfulness pode contornar estes sintomas.

  • Escuta, Arrisca e Vive a Quaresma! | Domingo II da Quaresma

    Escuta, Arrisca e Vive a Quaresma! | Domingo II da Quaresma

    Depois de ter anunciado o Evangelho na Galileia, Jesus vai a caminho de Jerusalém. Como preparação para esta nova etapa da sua vida, começa a rezar. Sobe a um monte, o lugar de encontro com Deus. Leva consigo os seus discípulos de mais confiança: Pedro, João e Tiago.

  • As cores da Quaresma

    As cores da Quaresma

    Na quaresma a cor litúrgica predominante é o roxo. Mas também se usa o rosa. E porque é que nas festas se usa o branco? Quantas cores há na liturgia afinal?

  • Síndrome do pensamento acelerado: será que o tens?

    Síndrome do pensamento acelerado: será que o tens?

    Provavelmente já ouviste alguma pessoa mais velha da tua família a começar uma frase com a expressão “No meu tempo..." Este padrão nostálgico tem a ver com o facto de que tudo, tudo mesmo, muda a uma velocidade absurda. Queres um exemplo? As pessoas nascidas nos anos 80 ou antes disso têm lembranças nítidas de como era a vida sem internet, sem redes sociais e, inclusive, sem telemóvel.

  • Quaresma - dar a vida em esmola

    Quaresma - dar a vida em esmola

    Depois de termos aprofundado o sentido do jejum hoje falamos sobre a segunda “arma” que a Igreja nos aconselha para vencer o pecado neste tempo da quaresma: a esmola.

  • Moda: cada vez mais pessoas escolhem marcas amigas do ambiente

    Moda: cada vez mais pessoas escolhem marcas amigas do ambiente

    Não é segredo nenhum que a indústria da moda é a que mais contribui para a poluição do nosso planeta. Entre aterros acumulados com roupas deitadas fora, toneladas de água desperdiçada usadas para tingir tecidos todos os dias e microfibras prejudiciais que são colocadas nos oceanos, a necessidade de grandes mudanças nunca foi tão grande.

  • Histórias para Crescer: A Palmeira e a Pedra

    Histórias para Crescer: A Palmeira e a Pedra

    Ben Sadok não tinha um caráter fácil. Tinha sobretudo o vício de destruir tudo o que de belo e bom via à sua volta.

  • O que é isso do

    O que é isso do "Momo Challenge"?

    A não ser que andes a viver numa toca, de certeza que tens sido bombardeado com uma imagem de uma boneca assustadora, a entupir o teu feed no instagram, aterrorizando-te no Twitter ou no facebook. Bem-vindo ao Desafio MOMO.

  • Vem aí uma série sobre

    Vem aí uma série sobre "O Senhor dos Anéis"

    Se antes os nossos pais tinham de comprar pacotes de canais televisivos da mesma operadora, hoje temos de pedir para aderir a mais do que um serviço de streaming. A Amazon Prime está a preparar uma das séries mais caras de sempre - Senhor dos Anéis. 

  • 40 dias de “penitência”… porquê tanto tempo?

    40 dias de “penitência”… porquê tanto tempo?

    Há pouco tempo acompanhei uma missão juvenil e um dos missionários perguntou-me, mais ou menos com estas palavras: “Não se podia resolver isto da preparação para a Páscoa mais depressa? Sei lá…uma novena (9 dias) ou um tríduo (3 dias)?”. Eu respondi exatamente com estas palavras: “poder, podia…mas não era a mesma coisa!”

  • Escuta, Arrisca e Vive a Quaresma! | Domingo I da Quaresma

    Escuta, Arrisca e Vive a Quaresma! | Domingo I da Quaresma

    O deserto é um lugar misterioso, onde tanto a sobrevivência como a morte caminham lado a lado. Um lugar desafiante, onde também Deus conduz os profetas para lhes poder falar ao coração, onde caminha com o povo hebreu, partilhando a sua vida.